A família Botafogo: Em uma amizade recém-formada, Victor visita Sá Tchê Tchê e acaba participando de entrevista juntos

O meio-campista Tchê Tchê foi convidado do Sportscenter da ESPN na última segunda-feira para assistir ao vivo de casa. Mas até os moderadores se surpreenderam com a presença do atacante Victor Sá, companheiro de equipe Botafogoque visitou o volante.

Os dois, que são de São Paulo, não se conheciam e rapidamente se tornaram amigos por meio de suas esposas. Por fim, Victor Sá também participou da entrevista.

– A avaliação foi rápida, quando nossas esposas se reuniram para inspecionar um apartamento, aí veio a avaliação – disse Victor Sá.

– Ele também me ensina a jogar Call of Duty (risos) – completou Tchê Tchê.

A interação rápida mostra o que o treinador Luís Castro aborda repetidamente nas suas entrevistas e também no seu quotidiano: a necessidade deFamília Botafogo“. A coesão de todos é essencial para que o trabalho flua e os problemas estruturais que a associação ainda tenta resolver sejam superados.

– Gosto de desafios, nunca tive medo disso na minha carreira desde que trabalhei lá na Audax. O mais importante é a relação com o grupo, com as pessoas. Tem gente boa trabalhando para nos dar todo o suporte para que possamos atuar em campo. O que mais precisamos é de confiança e campo para poder treinar, o resto são coisas a serem aprimoradas – enfatizou Tchê Tchê.

– Claro que há muito o que fazer na área de TC, por exemplo. O mais importante é o relacionamento com o grupo, com as pessoas que trabalham no Botafogo, que facilitam muito a adaptação. Todos me ajudaram muito para que eu me sentisse em casa aqui – disse Victor Sá.

‘Climão’ com pergunta sobre Patrick de Paula

A divertida crítica também teve um momento de ‘clima’ quando um dos jornalistas presentes no banco perguntou se Tchê Tchê deu alguns ‘toques’ em Patrick de Paula, argumentando que o ex-meia-campista do Palmeiras deu algumas marcas ‘roubadas’ nos últimos jogos. A pergunta fez os dois jogadores pretos e brancos franzirem a testa.

See also  Fortaleza X Fluminense - super atleta

– Eu nem assisto programas de TV, tem dias que estamos bem, outros não, não podemos nos guiar por elogios e críticas. Todos trabalhamos muito e esperamos representar a camisa do Botafogo da melhor forma possível – disse Tchê Tchê e continuou:

– Eu conhecia o Patrick desde a base do Palmeiras, quando eu quis vir ele me mandou uma mensagem e perguntou se eu vinha mesmo. Conversamos muito, brincamos também. Chay também é muito próximo dele. Esperamos que tenhamos essa relação no dia a dia, nos treinos. Sabemos que nem todos serão amigos de todos, às vezes você se dá melhor com um ou outro, mas o mais importante é que todos estejam juntos quando você está em campo.

Leave a Comment

x