A orquestra sinfônica se adapta ao mundo virtual e amplia as visitas dentro do Paraná

A Orquestra Sinfônica do Paraná enfrentou inúmeros desafios nos últimos anos, passou por um período inédito de adaptação virtual e retomou as atividades presenciais em 2022. E até agora, todos os shows presenciais estão com lotação máxima, o que ajuda a impulsionar a venda de ingressos em Curitiba ou passeios dentro de graça. Os músicos já se apresentaram em oito cidades e visitarão três novas casas em julho: Assis Chateaubriand, Toledo e Rio Branco do Sul, além de shows em Curitiba.

Desde 2019 foram 58 shows no local, 54 online, cinco gravações para o podcast OSP e diversas atividades no meio digital. Um total de 600.000 pessoas foram afetadas, incluindo aqueles que viram as apresentações digitais e aqueles que puderam assistir pessoalmente para ver os movimentos de guitarras, violinos, saxofones, trompetes, baixos, pianos, etc.

PANDEMIA– Como todos que trabalham no setor cultural, a orquestra teve que se adaptar ao ambiente digital durante a pandemia. Pioneira entre as orquestras brasileiras, foi a primeira a lançar uma série de concertos digitais. O show presencial de abertura da temporada de 2020 foi agendado para o dia em que todos os espaços públicos tiveram que cessar as atividades presenciais.

A menos de 24 horas do concerto Assim Falau Kubrick, o público foi informado para ficar em casa. Este momento, que tanto impressionou toda a população, foi magistralmente documentado pela orquestra. Os músicos realizaram o programa a portas fechadas, com apenas uma equipe audiovisual no auditório. O concerto digital foi lançado no dia 22 de março nas redes sociais da OSP, reunindo 22.204 espectadores online.

Uma série de apresentações online de canções populares e sinfônicas se seguiram naquele ano. Alguns shows contaram com a presença de convidados de destaque, como a cantora Uyara Torrente e a atriz e cantora Letícia Sabatella. Outras, como a Série Música de Câmara, tiveram a participação do Balé Teatro Guaíra em episódios selecionados.

See also  Para tentar reverter a derrota, democratas abrem os pecados de Trump

Além disso, o OSP também procurou chegar às crianças. O portal OPS para crianças estreou em junho de 2020 e contou com vídeos, áudios e atividades lúdicas para crianças de até 12 anos. Todos os materiais trazem aspectos pedagógicos de forma lúdica e descontraída.

Os músicos queriam trazer essa atmosfera de aprendizado e descontração também para os adultos. Entrevistas, jogos musicais e vídeos instrutivos fizeram parte dessa ação. Se somarmos todos os 22 concertos online em 2020 com os projetos especiais e os dois concertos de presença no início do ano, a OSP teve um público total de 274.030 pessoas este ano.

E 2021 começou com mais apresentações presenciais. Foram 26 shows, sendo um deles transmitido ao vivo do Teatro Guaíra. Um total de 28.620 pessoas assistiram a estes concertos.

O projeto OSP for Children foi fortalecido em 2021, reunindo 125.167 pessoas online. As crianças também puderam assistir a um concerto especial para elas com a obra de Prokofiev, Pedro e o Lobo. Mas a novidade do ano ficou por conta dos ótimos cursos com OSP e o lançamento do podcast (aqui no Spotify e aqui no SoundCloud).

As masterclasses foram gratuitas e contaram com mais de 900 músicos inscritos como participantes. Os alunos frequentaram cursos de vários estados do Brasil e alguns até de outros países da América Latina.

Os músicos Simone Savytzky, Leonardo Gorosito, Sebastião Interlandi Jr. e Analaura de Souza Pinto participaram do podcast OSP. Os dois últimos a serem reconhecidos por apresentarem o programa “Saraband” na década de 1990 foram os responsáveis ​​pela apresentação do novo programa. A cada dois meses, uma dupla entrevista um ou mais nomes de destaque no cenário musical brasileiro e mundial. Os quatro episódios lançados em 2021 acumularam 5.236 visualizações.

A OSP continuou com foco no público jovem e lançou seu perfil no TikTok. Em menos de um ano, atraiu mais de 800 seguidores e 64.670 visualizações de vídeos. A maioria dos materiais publicados neste perfil contém conteúdo informativo sobre música, história da música e os compositores mais proeminentes.

See also  Suspeito de massacre de Buffalo é acusado de terrorismo doméstico

RETORNOS CORRENTES– O regresso do público pessoal foi marcado pelo “Concerto da Polónia”. O concerto, apresentado em novembro de 2021 com uma população amplamente imunizada quando a lotação máxima dos auditórios era de 70%, esgotou rapidamente.

A OSP encerrou 2021 com apresentações especiais de Natal no Palácio Iguaçu em Curitiba. Junto com os corais Copel e Sanepar, os músicos reuniram mais de 10 mil pessoas ao ar livre em dezembro. A apresentação mostrou uma projeção na fachada do palácio.

Durante os últimos meses de 2021 e os primeiros meses de 2022, a OSP, em conjunto com o Instituto de Apoio à Orquestra Sinfônica do Paraná, promoveu a série de concertos online “Regional Classics”. Com músicas de Bento Mossurunga, Clóvis Pereira, entre outros, o projeto teve 9.282 visualizações. Os cinco shows ao vivo no Guairão apresentados até a primeira quinzena de junho de 2022 atraíram um total de 13.573 pessoas.

E o destaque da temporada 2022 aconteceu fora da capital. A OSP visitou sete cidades: Colombo, União da Vitória e Matinhos fizeram parte do Teatro Guaíra para Todos com música clássica, e Guarapuava, Cascavel, Londrina e Maringá receberam o programa “Clássicos Sertanejos”, que reuniu mais de 12 mil pessoas em shows. grátis. Neste programa, os músicos interpretaram músicas como “É o Amor”, “Evidências” e “Estrelinha”.

A orquestra segue com a agenda lotada para a temporada 2022, com apresentações em diversas cidades do estado além de Curitiba. Todo o programa pode ser acompanhado a partir do Site do Teatro Guaíra .

OS ÚLTIMOS QUATRO ANOS DE OSP EM NÚMEROS

2019

Em 2019 foram 42 apresentações com 40.500 espectadores.

2020

Houve dois concertos presenciais antes do encerramento devido à pandemia; uma em Maringá e outra no Museu Oscar Niemeyer em Curitiba. Estes concertos reuniram cerca de 2.000 pessoas. Os nove concertos especiais online tiveram 179.402 espectadores e os 13 concertos da série de música de câmara tiveram 33.466 espectadores.

See also  Prévia do Campeonato Mundial, Sportv prevê 130 transmissões da Liga das Nações de Vôlei

Total de visualizações do projeto OSP for Children: 21.965.

Total de visualizações dos 13 vídeos do projeto “Qual é a música?”: 25.682.

Total de visualizações dos quatro vídeos instrutivos: 11.515.

2021

Cinco shows especiais online, incluindo um no Guairão com transmissão ao vivo. Público total de 7.943 pessoas.

Foram 15 invenções no projeto Café com Bach em parceria com o Balé Teatro Guaíra. Eles obtiveram um total de 15.373 visualizações.

O projeto OSP for Children 2021 atraiu 125.167 espectadores.

Os seis vídeos da série “Qual é a música?” totalizaram 11.873 visualizações.

10.778 visualizações no TikTok e 5.326 ouvintes no podcast OSP.

Os seis vídeos do projeto online “Regional Classics” receberam um total de 5.304 visualizações.

Os dois shows no Guairão reuniram 4.045 pessoas.

Os shows em Cascavel e Guaratuba somaram 2.000 pessoas.

As turmas OSP tinham mais de 900 inscritos.

Natal no Palácio teve uma audiência estimada de 10.000.

2022

Com a volta dos shows presenciais, a OSP conquistou um público de 13.573 pessoas no Guairão até a primeira quinzena de junho.

O projeto “Clássicos Sertanejos” levou a OSP à capital e interior para cinco concertos com 12.000 espectadores.

Outro projeto de regionalização foi o Teatro Guaíra para Todos. Até a primeira quinzena de junho, a OSP se apresentou em Colombo, União da Vitória e Matinhos com um público total estimado em 2.337 pessoas.

Foram 3.978 visualizações nos cinco vídeos do projeto “Regional Classics”.

Mais 53.892 visualizações no TikTok e 506 escutas no podcast OSP.

15.055 visualizações de postagens do projeto OSP for Children.

Leave a Comment

x