A realização do VG será financiada com emenda parlamentar de R$ 450 mil

Emenda parlamentar de R$ 450 mil, viabilizada pelo presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (União), vai cobrir os custos do reality show “Casa Digital MT”, que vai trancar nove pessoas em uma residência no Bairro Bomsucesso, na Várzea , Grande, e presentear o vencedor com um prêmio de R$ 25.000.

Os participantes são “blogueiros e influenciadores digitais” de Mato Grosso que ficarão presos por oito dias.

O dinheiro público para custear a “atração” já foi liberado pelo governo de Mato Grosso por meio da Secretaria de Estado da Cultura, Esporte e Lazer (Secel) sob o comando do chanceler Jefferson Carvalho Neves.

Segundo documento publicado no Diário do Estado (Iomat), a noção de promoção – que significa praticamente incentivo, apoio – mostra que, além da Secel, a Associação dos Artistas, Compositores, Músicos e Produtores (ACMP), presidida por Séfora Aparecida Anhon, também está envolvida na parceria.

Embora a publicação esclareça que a origem dos recursos já liberados pelo governo do estado vem de uma emenda parlamentar do deputado Eduardo Botelho, vale ressaltar que na prática é o dinheiro arrecadado pelo estado mediante o pagamento de impostos de todo mundo se torna cidadão e empresário .

As emendas parlamentares são valores em que cada MP tem o direito de indicar qual instituição ou cidade será preservada, bem como a finalidade. Nesse caso, cabe ao governo do estado liberar o dinheiro.

O reality começa neste domingo (26) com transmissão ao vivo no canal do Youtube da Rede TV On. Durante o confinamento de oito dias, os participantes devem criar conteúdo sobre as atividades turísticas em Mato Grosso.

A atração é apresentada por Jajah Neves, ex-deputado deputado que cumpriu mandato na Assembleia Legislativa de fevereiro a abril de 2016.

See also  YouTube impressiona ao bater números da Netflix e Globoplay no Brasil

Então, em novembro do mesmo ano, Jajah retornou ao legislativo estadual na vaga de Wilson Santos, admitido como secretário de Estado das Cidades no governo de Pedro Taques (SD).

Jajah Neves acredita que o projeto vai levar Mato Grosso para o mundo e apoiar os blogueiros do estado. Durante o confinamento, os nove participantes receberão cursos de indústrias criativas, planejamento de marketing e gestão de carreira para aprender a mostrar de forma criativa a paisagem, a cultura e a gastronomia locais nas publicações em suas redes sociais.

Por fim, após o aprendizado, eles postarão no Instagram para colocar em prática as técnicas desenvolvidas, e o melhor ganhará o prêmio de 25.000. Vale lembrar que seriam 10 concorrentes, mas a digital influencer Duda Mezavila desistiu do reality show após apresentar sintomas parecidos com a Covid-19, apesar de um teste que ela fez ter dado negativo para a doença.

Outro lado

para SheetMax, o deputado Eduardo Botelho admitiu ter veiculado a emenda parlamentar ao reality show. O parlamentar explicou ainda que os órgãos de controle, como o Ministério Público e o Tribunal de Contas, têm total autonomia para analisar o uso dos recursos.

Botelho também disse que apoia a investigação.

OS PARTICIPANTES

Léo Macedo: influenciador digital

Leonardo Morato: Influenciador Digital

Hamanda: Promotores e mídias sociais

Eriosmar Lima: Sr. Lucas do Rio Verde

Pedro Cunha: palestrante

Regiane Veneruchi: Influenciadora Digital

Kátia Arruda: mentora e autora

Fernando Pezão: Comediante

Barbara Breda: criadora de conteúdo

Leave a Comment

x