A semana começa com uma frente fria, dando uma trégua no calor

O fim de semana no Rio Grande do Sul foi marcado por calor intenso com altas temperaturas típicas do verão. As máximas ultrapassaram 35°C no estado, com o aquecimento mais intenso concentrado em cidades do Centro-Oeste do Rio Grande do Sul, onde as máximas em algumas localidades ficaram próximas a 38°C.

No sábado, a região mais quente do Rio Grande do Sul foi o Oeste, com máximas de 37,6ºC em Quaraí, 37,2ºC em Uruguaiana, 36,7ºC em São Borja e 36,1ºC em Alegrete. Também fez muito calor em alguns pontos do noroeste, com 36,7 °C em Santo Antônio das Missões e 35,3 °C em Santa Rosa. Hoje a máxima da tarde nas estações oficiais chegou a 35,8ºC em Quaraí, 35,7ºC em São Gabriel, 35,6ºC em Alegrete e 35,0ºC em Teutônia.

Na Grande Porto Alegre, as máximas foram de 34,1ºC no sábado e 34,6ºC hoje, ambas em Campo Bom. Em Porto Alegre, os termômetros da estação automática Jardim Botânico marcaram 32,1ºC ontem e 32,4ºC neste domingo.

A MetSul prevê que a onda de calor que assola o Rio Grande do Sul há vários dias termine no início da semana com um episódio de instabilidade que trará chuva e risco de alguns temporais isolados por ação de uma frente fria e de uma baixa pressão centro .

A mudança do tempo está ocorrendo em várias regiões nesta segunda-feira com chuvas e temporais esparsos, mas parte do estado ainda terá um dia quente e abafado, ainda que sem os picos elevados registrados nos últimos dias.

O sol aparece em várias regiões do Rio Grande do Sul com nuvens nesta segunda-feira, mas a nebulosidade aumenta acentuadamente no estado ao longo do dia. Áreas de instabilidade responderão cedo com chuva em pontos do oeste, e novas nuvens de chuva se formarão sobre o território gaúcho ao longo da segunda-feira, trazendo chuva para todas as regiões até o final do dia.

No entanto, a chuva será irregular no Rio Grande do Sul. Em alguns lugares há pouca ou nenhuma chuva, enquanto em outros pode chover muito. Não se descarta o risco de temporais isolados com ventos fortes e granizo.

Como a instabilidade virá do oeste, onde são esperadas chuvas antecipadas, são esperadas temperaturas abaixo da média na metade oeste na tarde desta segunda-feira. O nordeste do Rio Grande do Sul ainda estará quente devido ao cenário pré-frontal, com valores acima da média na região metropolitana de Porto Alegre, Serra e Litoral Norte.

Com a passagem da frente fria, o ar menos quente passará a atuar sobre a região gaúcha e as tardes não terão temperaturas tão altas ao longo da semana. Em Porto Alegre, por exemplo, as temperaturas não costumam chegar a 30°C entre terça e sábado. Se chover, as temperaturas devem ficar abaixo da média na capital na tarde desta terça-feira.

Já no oeste e noroeste do Rio Grande do Sul, as máximas devem voltar a patamares mais elevados e acima de 30°C a partir de quinta-feira, com previsão de bastante calor para a região ainda esta semana. Isso deve esquentar novamente na segunda quinzena da semana em cidades como Uruguai, São Borja, São Luiz Gonzaga e Santa Rosa.

O chamado verão climático (trimestre dezembro-fevereiro) começa em dez dias, por isso é perfeitamente normal que o calor habitual da estação desacelere após um início de novembro incrivelmente atípico, que traz consigo muito frio, geada e neve sem precedentes no sul do Brasil nesta época do ano.

Leave a Comment