Agência Brasília

Nas comemorações do aniversário de Brasília, o Complexo Cultural Planaltina, equipamento da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec), e o Grupo Via Sacra ao Vivo apresentam a exposição Via Sacra ao vivo – Rumo aos 50 anos. São objetos cênicos, figurinos, fotografias e documentos que revelam a força e o vigor de uma das maiores encenações ao ar livre do país. A exposição faz parte do projeto Sorria, Brasília, que comemora os 62 anos da capital. A mostra abre nesta quarta-feira (20), às 20h, e vai até 20 de maio.

As fotos ilustram a profissionalização do grupo ao longo dos anos e os cartazes do evento marcam a cronologia | Foto: Publicidade/Secec

“A Via Sacra de Planaltina é um bem cultural imaterial reconhecido como Patrimônio Cultural do Distrito Federal. A exposição cria uma importante linha do tempo para compreender e preservar essa importante manifestação cultural e sacra popular”, observa o secretário de Cultura e Economia Criativa, Bartolomeu Rodrigues.


“A Via Sacra de Planaltina é um bem cultural imaterial reconhecido como Patrimônio Cultural do Distrito Federal. A exposição cria uma importante linha do tempo para compreender e preservar essa importante manifestação cultural e sagrada popular”.
Bartolomeu Rodrigues, Secretário de Cultura e Economia Criativa

A exposição apresenta o acervo material, com várias peças que compõem os cenários das apresentações do Domingo de Ramos, Santa Ceia e Via Crucis, além de importantes arquivos que constituem o acervo documental do Grupo Vía Sacra. Os cartazes dos eventos fazem a cronologia e as fotos ilustram a profissionalização do grupo ao longo dos anos.

“Ao percorrer as obras, o espectador se deparará com a coroa de espinhos, objeto cênico de grande valor simbólico para a história da encenação”, conta o curador e gestor do Complexo Cultural, Júnior Ribeiro.

O clima da montagem era de saudade e saudade dos mais velhos e de descoberta para os mais novos, que percebem em cada traço a força e a simplicidade da história idealizada pelo padre Aleixo Susin, arquiteto da manifestação cultural, e reproduzida há tantos anos pelo Grupo Via Sacra.

See also  A série da Netflix Colômbia que roubou a atenção nesta segunda-feira, 21 de março

Júnior Ribeiro diz que a exposição reflete a história de 49 anos do evento. A Via Sacra ao Vivo de Planaltina pertence à comunidade, com trabalho voluntário. “O cuidado com o cenário, o figurino, os adereços, as fotografias, as estruturas, a manutenção, a criação e a reforma ficam a cargo dos integrantes que doam seu trabalho e seu talento para a permanência desta história, beirando meio século.

leia também

Projeto Sorria, Brasília comemora 62 anos da capital

No encerramento do dia, o público no local chegou a 100 mil pessoas |  Foto: Tony Oliveira/Agência Brasília

Via Sacra de Planaltina leva 100 mil pessoas ao Morro da Capelinha

O curador espera que as comunidades de Planaltina e do Distrito Federal conheçam a produção e o trabalho realizado por tantos anos em prol desta exposição. “Para o Complexo é uma oportunidade de abarcar a formação do público e democratizar o acesso à memória de um bem intangível do Distrito Federal”, completa.

Serviço
Via Sacra ao vivo – Rumo aos 50 anos
Complexo Cultural Planaltina – Avenida Uberdan Cardoso, Rua Administrativa 02
Abertura: quarta-feira (4), às 20h.
Até 20 de maio, das 9h às 17h.

*Com informações do Secec-DF

Exposição abre a arca da Via Crucis

Leave a Comment

x