ANÁLISE: Derrota no Derby deixa Corinthians com recado para vários trabalhos

O Palmeiras foi melhor do que Corinthians no derby e no Vitória por 1 a 0 do Palmeiras no Allianz Parque nesta quinta-feira (17)para a sexta rodada do Paulistão diz muito mais sobre o que o Alviverde fez do que o que o Timão deixou de fazer.

Foi apenas o terceiro jogo do clube alvinegro sob o comando de Vítor Pereira, duas derrotas, ambas nos clássicos, e uma vitória. Mas o triunfo contra a Ponte Preta foi emocionante, o clube mostrou referências em campo que não tinha há muito tempo. Era uma equipe intensa e agressiva. Foi a mesma coisa no clássico contra o São Paulo, onde a Seleção do Povo sofreu um gol no primeiro minuto e atacou o Tricolor até o final do jogo, mesmo sem colocar a bola na rede.

> TABELA – Confira a tabela do Paulistão e simule os próximos jogos
> GALERIA – Confira todas as campanhas do Timão no formato Paulista atual

O revés para o Palmeiras foi resultado de um time que joga junto há dois anos, com uma base muito sólida, e que venceu o jogo contra um adversário com menos de um mês de trabalho.

Não existe terra arrasada para o Corinthians, que chegou a controlar a ação em um trecho do jogo no segundo tempo.

A crítica à derrota é mais seletiva do que coletiva. O zagueiro Gil errou os dois gols do Palmeiras e o lateral-esquerdo Lucas Piton levou uma dancinha de Dudu.

Um é um atleta muito experiente, o outro um menino em início de carreira profissional. Caberá a Vítor Pereira e à sua comissão técnica resolver estes problemas com os dois jogadores.

No primeiro gol do Palmeira, Gil corre o risco de cobrar o pênalti, que vem de uma jogada astuta, com Danilo forçando a queda, mas que um atleta do tamanho do camisa 4 do Corinthians não se empolgue. O zagueiro do Timão colocou a mão no ombro do meia do Palmeiras e a partir daí qualquer queda do Palestrino bastaria para deixar a oferta tão aberta quanto estava.

No segundo gol do Alviverde, Gil vê o mesmo Danilo se projetando na bola para completar o rebote de Cássio e foi parado sem acompanhar a camisa 28 do Palmeiras, tentando atrapalhar ao mínimo a oferta.

Em relação a Piton, a atuação no Dérbi pode suscitar reflexões mais profundas do que a de Gil, pois o Timão tem uma temporada de grandes gols como a Copa Libertadores e não pode arriscar o lateral-esquerdo a fazer tantos compromissos em jogos cruciais como o do Duelo contra o Palmeiras, que apesar de um clássico de proporções gigantescas, não teve valor classificatório, pois as duas equipes já haviam entrado em campo com a classificação e liderança de seus grupos.

De qualquer forma, o Corinthians tem um trabalho que parece muito promissor e viu a importância da ordem na derrota do Palmeiras. Claro que há imediatismo no futebol brasileiro quando se trata de resultados, mas o Timão tem um exemplo do que fazer ao olhar para os arquirrivais.




Saber mais

+ Versão alemã: Esposa de funcionário que agrediu morador de rua diz “vi a imagem de Deus”

+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comia carne. Confira o resultado

+ O que acontece no cérebro quando morremos? Os cientistas já têm uma resposta

+ A “pedra da morte” do Japão quebra após quase mil anos
+ Homem incendeia usuário de drogas em Belo Horizonte

+ Veja quais carros foram roubados com mais frequência em SP

+ Horóscopo: Confira a previsão de hoje para o seu signo do zodíaco

+ Omicron: sintoma inesperado de infecção em crianças preocupa equipes médicas

+ Vendedores do Mercadão de SP ameaçam clientes com fraude de frutas

+ O truque de espremer limões está viralizando nas redes sociais

+ Expedição identifica lula gigante responsável pelo naufrágio de 2011
+ Autoridades dos EUA alertam: nunca lave carne de frango crua


See also  184 mil motoristas paulistas terão que renovar seus documentos em abril

Leave a Comment

x