Ao vivo: Operação militar de Moscou na Ucrânia (22) › Conflito na Ucrânia › Granma

A Embaixada da Rússia nos EUA instou a mídia norte-americana a parar de divulgar informações falsas e a cobrir objetivamente a situação na Ucrânia, de acordo com um comunicado publicado quarta-feira no canal Telegram da missão diplomática russa.

Com este apelo, a Embaixada da Rússia responde às acusações da imprensa americana sobre o envolvimento de tropas russas num ataque aéreo perpetrado contra o Teatro Dramático de Mariupol.

“Rejeitamos categoricamente essas acusações”, dizia o comunicado. “Conforme declarado pelo Ministério da Defesa russo, no dia 16 de março a aviação russa não realizou nenhuma tarefa envolvendo ataques a alvos terrestres nos limites da cidade de Mariupol”, acrescenta.

Fonte: RT

————————————————– ————————————————– ———-

INFORMAÇÕES DO GOVERNO DA UCRÂNIA NESTE DIA DE QUARTA-FEIRA

Os danos totais ou parciais resultantes do conflito incluem 3.500 objetos de infraestrutura (entre eles, 230 locais de infraestrutura de transporte, 165 objetos de infraestrutura civil, como gasodutos, etc., dezenas de instituições educacionais e de saúde), informou o ministro do Interior. .
Por volta da meia-noite, a costa ucraniana perto da cidade de Tuzla, na região de Odessa, foi atacada por navios russos, disse o assessor do Ministério do Interior.
De acordo com o Ministro da Defesa, o total de perdas em combate inimigo de 24.02 a 12.03 foi de aproximadamente: 13.800 soldados; 430 tanques; 1.375 veículos blindados; 190 sistemas de artilharia; 70 sistemas de foguetes; 43 unidades de defesa aérea; 84 aviões; 108 helicópteros; 819 carros militares; 3 navios militares; 60 tanques de combustível; 11 UAVs táticos. As informações estão sendo atualizadas. O cálculo é complicado pela alta intensidade das hostilidades.
As Forças Armadas da Ucrânia informaram que o canal de TV 24 (mídia estatal ucraniana) foi hackeado. Os hackers inseriram uma linha contínua com uma chamada falsa do presidente para depor as armas. As autoridades oficiais ucranianas enfatizam que o presidente não fez tal declaração e tal declaração nunca será feita.
De acordo com o Ministério da Saúde, há 117 hospitais danificados durante as hostilidades, 7 dos quais destruídos.
A Câmara Municipal de Zaporizhia informou que 504.329 pessoas foram evacuadas de Mariupol para Zaporizhia, 1.033 delas crianças.
O vice-chefe da Administração Presidencial informou que o prefeito de Melitopol Fedorov havia sido libertado do cativeiro.

See also  Equador vs. Seleção Argentina, para as Eliminatórias: programação, onde assistir ao vivo e formações

Fonte: site oficial ucraniano para reportar sobre o conflito

————————————————– ————————————————– ———-

FABRICANTE DE CHIPS PARA DE VENDER PARA EMPRESAS RUSSAS

A Qualcomm, fabricante americana de chips, decidiu parar de vender seus produtos para empresas russas, devido à operação militar de Moscou na Ucrânia.

“Cumprimos as sanções e leis dos EUA, não vendemos produtos para empresas russas”, confirmou Nate Tibbits, vice-presidente de relações com agências governamentais da empresa, em sua conta no Twitter.

Por sua vez, o ministro da Transformação Digital da Ucrânia, Mijaíl Fédorov, agradeceu a medida tomada pela Qualcomm e exortou-a a enviar seus telefones via satélite aos socorristas ucranianos.

————————————————– ————————————————– ———-

A INDITEX RETOMARÁ SUAS ATIVIDADES NA RÚSSIA ASSIM QUE AS CIRCUNSTÂNCIAS PERMITIREM

Óscar García Maceiras, diretor da Inditex, assegurou que a multinacional vai retomar as suas atividades na Rússia assim que as circunstâncias o permitirem, como afirmou esta quarta-feira durante a apresentação dos resultados anuais da empresa espanhola de fabrico e distribuição têxtil, recolhe o portal Investing .com .

Em 24 de fevereiro, o maior grupo de distribuição de moda do mundo anunciou o fechamento de suas 85 lojas na Ucrânia por “não conseguir garantir a continuidade de suas operações”. Nove dias depois, fez o mesmo com seus 502 estabelecimentos localizados na Rússia, que empregam cerca de 9.000 pessoas.

No entanto, a empresa com sede na Galiza continuou a pagar a folha de pagamento dos seus trabalhadores em ambos os países e garante que lançou um plano especial para os apoiar, sem dar mais detalhes a este respeito.

————————————————– ————————————————– ———-

FOGO CRUZADO DE RESTRIÇÕES ENVIAR A ECONOMIA MUNDIAL A UMA GRAVE RECESSÃO POR MUITOS ANOS

Vários especialistas partilharam com o diário russo Vzglyad as suas opiniões sobre as consequências do reforço das sanções impostas à Rússia, em particular o bloqueio do acesso do país às rotas marítimas internacionais.

Alexander Daniltsev, diretor do Instituto de Política Comercial da Escola Superior de Economia da Rússia, observou que o volume de comércio entre a Rússia e os EUA constitui “uma pequena parte da balança comercial total de ambos os países”.

Por sua parte, Artiom Déyev, chefe de pesquisa da AMarkets, indicou que os EUA e outros países podem ser prejudicados por “restrições ao titânio e outros metais usados ​​na construção de aeronaves”. “Boeing e Airbus serão afetados pelo embargo”, disse ele.

See also  Caio Collet espera reação no Campeonato FIA ​​​​F3 em Barcelona, ​​​​​​​​​

Segundo o especialista, a troca de restrições mútuas fará com que a economia mundial caia em uma grave recessão por muitos anos.

Outra esfera que seria afetada seria a energética, considera Igor Yushkov, especialista da Universidade Financeira do Governo da Federação Russa e do Fundo Nacional de Segurança Energética. “A suspensão do fornecimento de petróleo russo por mar forçaria a Rússia a retaliar, interrompendo qualquer remessa de petróleo para a Europa”, disse Yushkov, acrescentando que isso “pode ​​desencadear uma troca muito rápida de mais e mais golpes”.

Assim, “se a Rússia considerar que as sanções ocidentais estão matando nossa economia”, no final, o fornecimento de gás para a Europa pode ser suspenso, disse o analista.

Fonte: RT

————————————————– ————————————————– ————————-

RÚSSIA REVELA NOVOS DETALHES SOBRE LABORATÓRIOS BIOLÓGICOS SECRETOS DA OTAN NA UCRÂNIA

Na última atualização do Ministério da Defesa da Rússia sobre a operação militar especial na Ucrânia, foram revelados novos detalhes de documentos sobre laboratórios biológicos secretos da OTAN na Ucrânia, publicou o Russia Today (RT) na quinta-feira.

Especialistas russos em defesa radiológica, química e biológica estudaram uma série de documentos originais que revelam detalhes de um projeto secreto dos Estados Unidos e da OTAN na Ucrânia, que investigou a transmissão de doenças de animais para humanos, disse o porta-voz do Ministério da Defesa. Defesa da Rússia, Igor Konashénkov.

O porta-voz comentou que durante anos e sob o controle imediato de especialistas americanos, um estudo sobre a transmissão de doenças de morcegos para humanos foi realizado em um laboratório na cidade de Kharkov, e outro relacionado a aves silvestres como vetores de transmissão aviária altamente patogênica. gripe, acrescentou o oficial militar em uma entrevista coletiva.

See also  Assista União Luziense x Democrata de Sete Lagoas AO VIVO online Eleven Sports

O funcionário disse que os laboratórios ucranianos estão avaliando as condições sob as quais os processos de transmissão podem se tornar incontroláveis, causar danos econômicos e representar riscos à segurança alimentar. Também afirmou que grandes quantidades de biomateriais humanos foram retiradas da Ucrânia para o Reino Unido e outros países europeus.

Em 6 de março, Konashenkov informou que componentes de armas biológicas foram desenvolvidos em laboratórios ucranianos localizados perto do território russo.

————————————————– ————————————————– —————————-

JORNAL ITALIANO PUBLICA FALSA IMAGEM DE ALEGADA AGRESSÃO RUSSA

O jornal italiano La Stampa publicou na quarta-feira uma foto de um ataque do exército ucraniano em Donetsk, fazendo-a passar por supostas vítimas de agressão russa em uma das cidades ucranianas. “A carnificina”, é assim que o jornal intitulou sua primeira página, onde aparece a imagem de um velho desesperado, cobrindo o rosto com as mãos, enquanto ao lado dele há um cadáver e ao fundo outros corpos sem vida entre os escombros , informou o Russia Today .

De fato, a imagem, tirada por Eduard Kornienko, correspondente do URA.RU, retrata as consequências de um ataque das forças ucranianas, que lançaram um míssil contra o centro da cidade de Donetsk na segunda-feira, que custou a vida de cerca de vinte civis e deixou dezenas de feridos.

A porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zajárova, descreveu o evento como “um exemplo de extremo cinismo”. “Esta falsificação é ilustrativa”, escreveu Zakharova em seu canal Telegram. “Este é o mundo em que fomos forçados a viver nos últimos… muitos anos, inventado pela mídia ocidental”, disse ele.

Ele também denunciou que ninguém se importa com a verdade. “Tudo isso servirá para uma apresentação chocante de informações em uma histeria anti-russa. […] Todos servem para um lado das barricadas”, concluiu a porta-voz.

Leave a Comment

x