Aqui Acontece – Comissão de Arbitragem da CBF apresenta nova estrutura de trabalho

23 de junho de 2022 – 05:00

Ontem, quarta-feira (22), a Comissão de Arbitragem da CBF apresentou sua nova estrutura de trabalho. Em reunião na Casa do Futebol Brasileiro, o presidente da Comissão, Wilson Luiz Seneme, anunciou os novos nomes que estarão envolvidos no dia a dia da arbitragem brasileira.

O presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, destacou a importância deste novo momento para o futebol brasileiro.

“Desde nossa chegada, no ano passado, temos investido na reestruturação do sistema de arbitragem no país. Isso ganhou peso com a contratação de Wilson Seneme após nossa eleição. Ele fez um trabalho muito interessante e melhorou muito a arbitragem sul-americana. Acredito nisso Os procedimentos de arbitragem serão significativamente aprimorados com mais transparência e condições de trabalho para todas as partes envolvidas, por isso estamos investindo nessa nova estrutura para a Comissão de Arbitragem”, disse Ednaldo Rodrigues.

A nova estrutura terá um total de 18 membros em um fluxo de trabalho responsável pela gestão de árbitros, o Centro Brasileiro de Arbitragem (CEAB), o desenvolvimento de VARs e especificamente para árbitras femininas e de futsal. A equipe da Comissão de Arbitragem é composta por ex-árbitros e membros com ampla experiência na arbitragem brasileira.

“Este é o resultado final de dois meses e meio de trabalho. Desde que fui contratado pelo presidente Ednaldo, no dia 7 de abril, foi todo um processo de diagnóstico de como era o departamento, todo esse processo de mudança e implantação de uma nova filosofia. Estamos muito otimistas”, disse Seneme, que acrescentou:

“Temos um conhecimento muito bom do que fizemos na CONMEBOL e foi basicamente o mesmo projeto que fizemos. Foi isso que levou o presidente Ednaldo a nos procurar na CONMEBOL. Temos muita esperança, com o pensamento positivo de que a implementação deste novo projeto entrará em vigor o mais breve possível”.

See also  Restaurantes preparam surpresas para o fim de semana do Dia dos Namorados

O cargo de Vice-Presidente da Comissão de Arbitragem será ocupado por Emerson Augusto de Carvalho, que foi árbitro assistente da FIFA por 12 anos e participou das Copas do Mundo de 2014 e 2018. Foi Vice-Presidente de Arbitragem da Associação Paulista de Futebol.

“Faremos o máximo para que toda essa estrutura que foi montada seja implementada e todos os projetos para o árbitro sejam avaliados. O árbitro deve ter esse carinho, essa abordagem, para que possa se desenvolver melhor nos campos de jogo. Esse trabalho se refletirá não só na arbitragem brasileira, mas em todos os estados, em nível sul-americano e mundial”, disse Emerson Augusto de Carvalho.

A estrutura continua com cinco cargos de gestão. São responsáveis ​​pela manutenção e desenvolvimento das principais carteiras da arbitragem brasileira, com trabalho coordenado: Alicio Pena Júnior (CEO do CEAB), Giuliano Bozzano (Diretor Técnico), Péricles Bassols (Gerente VAR), Roberto Perassi (Diretor Educacional) e Rodrigo Pereira Joia (Chefe de Administração). Sandro Stein Brechane foi apresentado como Coordenador Técnico de Árbitros de Futsal.

Integraram também a Comissão de Arbitragem: Hilton Moutinho Rodrigues, Ricardo Marques Ribeiro, Regildênia Moura (arbitragem feminina), Renata Neves Leite (futsal) e Ítalo Medeiros de Azevedo (membro da secretaria).

A ex-árbitra Regildênia falou sobre a responsabilidade de administrar arbitragens para mulheres e contextualizou as dificuldades que a aguardam nesta nova função na Comissão de Arbitragem.

“Meu primeiro sentimento é uma grande responsabilidade. Para mim, a arbitragem feminina não acompanhou o crescimento da arbitragem em geral e agora vamos tentar fechar essa lacuna. igual à diferença que permaneceu durante este período de desenvolvimento do futebol feminino”. , ele explicou.

plano de ação

Além da nova estrutura de trabalho, Wilson Luiz Seneme também apresentou o plano de ação para sua gestão à frente da Comissão de Arbitragem. As principais inovações incluem treinamento durante a temporada em um simulador de VAR, sessões práticas mensais de treinamento e treinamento de árbitros na pré-temporada e fora da temporada. Há também o desenvolvimento do Programa de Assistência ao Desempenho da Arbitragem (PADA) com suporte multidisciplinar para árbitros e assistentes.

See also  Onde assistir e programar Vitória x Confiança ao vivo (22/05)

ações futuras

O projeto da Seneme para a arbitragem brasileira prevê a criação de uma plataforma unificada de ensino para arbitragem nacional, um curso de capacitação para gestores de arbitragem, além da construção do Centro de Excelência e Treinamento em Arbitragem. Diversas áreas da comunidade futebolística pedem que o debate sobre a profissionalização da arbitragem seja colocado em pauta.

transparência

Ao apresentar a nova estrutura, o presidente da Comissão de Arbitragem destacou a importância da maior transparência possível no trabalho dos árbitros. Por isso, Seneme confirmou a ordem de distribuição dos vídeos e áudios das mais importantes revisões e controles do VAR no futebol brasileiro, bem como a disponibilização ao vivo das linhas de impedimento da próxima rodada do Brasileirão.

Por CBF

Leave a Comment

x