As prisões de “Contador”, “Zorro”, “Chaparrito” e “Egg”

CIDADE DO MÉXICO, 17 de março (EL UNIVERSAL).- Apresentando o relatório Impunidade Zero, Ricardo Mejía Berdeja, subsecretário da Secretaria de Segurança e Proteção ao Cidadão (SSPC), destacou as mais recentes prisões de “El Contador”, “El Zorro “, ” El Chaparrito”, “El Huevo” e “El Bin Laden”, em coordenação com a Secretaria de Defesa Nacional (Sedena), a Secretaria da Marinha (Semar), a Procuradoria Geral da República (FGR), Guardia Nacional (GN), promotores locais, Centro Nacional de Inteligência (CNI) e secretários estaduais de Segurança.

Na conferência matinal do presidente Andrés Manuel López Obrador nesta quinta-feira no Palácio Nacional, Mejía Berdeja descreveu as prisões de membros do crime organizado.

“O contador”

Em 26 de fevereiro, o Exército mexicano, a Guarda Nacional e a Secretaria de Segurança da Cidade do México, com informações da CNI, conseguiram prender José Alfredo “N”, vulgo “El Contador”, na capital do país. A filial do Cartel do Golfo-Ciclones-Escorpiões em Tamaulipas, que, além da transferência de drogas e armas, está supostamente ligada a diferentes atos de violência, como os ocorridos em Reynosa, onde 15 pessoas foram assassinadas em junho do ano passado.

José Alfredo “N” foi colocado à disposição da Procuradoria Geral da Cidade do México; Ele tem mandado de prisão válido em Tamaulipas e está sob investigação por diversos crimes.

“O Zorro”

Em 12 de março, o Conase, a CNI, a Procuradoria Geral do Estado do México e a Procuradoria Geral do CDMX obtiveram a prisão por sequestro agravado e homicídio de Cristian Alejandro “N”, vulgo “El Zorro”, que atuou como líder regional na zona central do território mexiquense.

Cristian Alejandro “N” também foi identificado como membro do Jalisco New Generation Cartel (CJNG) e líder de um grupo de assassinos apelidados de “los foxes”.

“El Zorro” foi preso em Zapopan, Jalisco, pois estava escondido naquela entidade, bem como em Tamaulipas. Ele estaria envolvido na venda e distribuição de drogas, bem como no sequestro de comerciantes na área.

Mejía Berdeja informou que em seu último sequestro, “El Zorro” supostamente executou uma de suas vítimas e deixou outra com um ferimento no pescoço, deixando-o com lucros mensais de até 5 milhões de pesos.

Ele foi transferido ao Estado do México para ser colocado à disposição das autoridades correspondentes e aguarda seu vínculo com o processo.

“O Baixinho”

Em 13 de março, as autoridades executaram o mandado de busca em sete casas nos municípios de Zapopan e Guadalajara, onde Aldrin “J”, vulgo “El Chaparrito”, suposto líder regional da organização criminosa CJNG, que atuava em Colima e está considerado o principal gerador de violência na região.

O Subsecretário de Segurança informou que Diana “M” e Juan “B”, vulgo “Chava o Arqui”, (operador do CJNG) também foram presos na ação coordenada, sendo apreendidos carregadores e cartuchos de armas de fogo, veículos, dinheiro, celulares , uma sacola com grama verde seca com características típicas de maconha, frascos, caixas de clonazepam, dispositivos de armazenamento e objetos diversos. • Esta pessoa supostamente controlava o Porto de Manzanillo, Colima, para a introdução de entorpecentes e precursores químicos para o CJNG.

“O ovo”

Ricardo Mejia Berdeja informou que em 13 de março, a Sedena, a FGR, a CNI e a GN conseguiram prender Juan Gerardo “N”, vulgo “El Huevo”, suposto líder do crime organizado em Tamaulipas.

Ele explicou que a prisão de “El Huevo” foi conseguida depois que membros do crime organizado lançaram um ataque contra militares, conseguindo identificar e prender Juan Gerardo “N” na posse de duas armas para uso exclusivo do Exército e Forças Aéreas Mexicanas , além de ter três mandados de prisão.

Detalhou-se que os mandados de prisão em Tamaulipas são por extorsão e associação criminosa; em Coahuila por homicídio doloso e terrorismo; e para fins de extradição por conspiração de narcotráfico e “lavagem” de dinheiro.

Juan Gerardo “N” supostamente lidera o Cartel do Nordeste e o grupo de assassinos “Tropas del Infierno”, herdeiros de “Los Zetas”.

Tendo nacionalidade norte-americana, “El Huevo” foi deportado para os Estados Unidos.

Acrescentou-se que o Cartel do Nordeste é dirigido pela família originária de Nuevo Laredo e até 14 de março de 2022 o comando era ocupado por Juan Gerardo “N”.

“O Bin Laden”

Em 13 de março, Antonio “N”, vulgo “El 300”, “Bin Laden” ou “Chato”, líder do grupo criminoso Gente Nueva, relacionado ao Cartel do Pacífico no sul de Chihuahua, foi detido.

Mejía Berdeja informou que “El Bin Laden” foi detido em um hotel em Tuxtla Gutiérrez, Chiapas, e é considerado um dos principais geradores de violência no sul do Estado de Chihuahua, além de chefe regional dos municípios de Parral. , Balleza, Guadalupe y Calvo, López, Huejotitán, El Tule, Villa Coronado, Villa Matamoros, Valle de Allende, Valle de Zaragoza, San Francisco del Oro e Santa Bárbara.

“El 300” tem 3 mandados de prisão; dois por homicídio e um por furto de veículo, é um dos principais objetivos do estado de Chihuahua e sua ligação com o processo está em andamento.

Leave a Comment