Atlético-BA vence e aumenta sequência negativa do não estadual baiano

O Em Alagoinhas, ou Atlético-BA, foi superior e derrotou o Bahia, por 2 a 1, na noite desta quarta-feira (2). Os gols da vez em casa foram marcados por Miller e Cesinha e fizeram o time somar 11 pontos e assumir a vice-liderança do Campeonato Baiano de 2022. Logo que isso, o Tricolor descontou com Ignácio, mais do que seu terceiro jogo sem sucesso estado e fica com seis tentos, em 7°.




(Foto: Divulgação/Atletico-BA)

(Foto: Divulgação/Atletico-BA)

Foto: Lance!

Agora, os dois clubes voltam a campo no próximo final de semana para a Copa do Nordeste. Em casa, ou Bahia recebe ou Sport, às 17h45, não sábado (5). Enquanto isso, não domingo (6), nem visitas ao Atlético-BA ou Floresta, às 15h.

MORNO, ATÉ QUE…

O começo do jogo no Carneirão foi manhã e sem grandes ações. Ou o Atlético-BA teve mais tempo para jogar, mas isso não significou grandes chances de gol. Por outro lado, o Bahia não conseguiu criar jogadas no campo ofensivo e acabou se limitando aos passes laterais.

O cenário só mudou aos 24 minutos. Miller invadiu a área e foi garantido pelo ombro e pelas costas de Ignácio. Com a pontuação marcada, ou a própria camisa 10 foi para a cobrança e deslocou Matheus Teixeira, abrindo ou placar para os mandantes.

CONCORDAR

Ou o gol acertado ou o tempo do Bahia não jogou. Além disso, os meio-campistas poderão jogar mais Rodallega, que aparece mais para o jogo e cria algumas chances de perigo.

Na primeira delas, o colombiano acertou uma sobra de bola na entrada da área e soltou uma bomba, fazendo com que ela passasse para o gol. Aos 36, o atacante recebeu uma bola de Raí, mas não conseguiu completar, vencendo por 1 a 0 para o intervalo.

COMPLICADO

Um retorno ao segundo tempo, apesar de mais equilibrado, nada foi bom para o Bahia. Cesinha, que havia entrado pouco tempo fazia quase ampla ou placar após cobrança de falta. Nenhuma chance foi perdida, ou o atacante não cometeu um erro na próxima. Com o placar arrecadado na primeira viagem, o Calcanhar completou o gol, fazendo o 2 a 0.

O gol sofrido pelo time baiano, enquanto ainda há mais forças para o Atlético-BA até hoje no campo defensivo e administrar ou desarmar. Aos 21 minutos, Rodallega quase diminuiu no chute que acertou ou cruzou em alguns chutes do Tricolor Baiano no primeiro gol do segundo tempo.

ATÉ TENTO

Depois de dar a bola pelo time baiano, o Atlético-BA também se alegrou com o resultado obtido em casa e apenas administrou ou bloqueou sem dar espaços para os visitantes e rejeitar qualquer perigo

Enquanto isso, o bloqueio foi finalmente rompido com o tempo fora de casa, aos 47 minutos, quando Raí cobrou falta na área e Ignácio apareceu no segundo passe para completar o jogo em 2 a 1.

FICHA TÉCNICA

ATLETICO-BA X BAHIA

Local: Carneirão, em Alagoinhas (BA)

data e hora: 02/03/2022 – 19h15 (de Brasília)

Juiz: Emerson Ricardo Almeida Andrade (BA)

Assistentes: Luanderson Lima dos Santos (BA) e Paulo de Tarso Bregalda Gussen (BA)

cartões amarelos: Ignacio, Daniel, Luiz Henrique, Gustavo Henrique (Bahia)

Caricaturas Verdes: Gustavo Henrique (Bahia)

METAS: Miller (26’/2°T) (1-0), Cesinha (18’/2°T) (2-0), Ignácio (47’/2°T) (2-1)

ATLETICO-BA (Técnico: Agnaldo Liz)

Fábio Lima; Paulinho, Irã, Bremer e Caetano (Matheus Leal, anos 11’/2°T); Lucas Alisson, Leandro Sobral (Jeferson, anos 30’/2°T) e Miller (Cesinha, anos 10’/2°T); Gabriel Esteves (Lídio, 22’/2°T), Jerry e Thiaguinho.

BAHIA (Técnico: Guto Ferreira)

Matheus Teixeira; Douglas Borel (André, a 27’/2°T), Ignácio, Gustavo Henrique e Luiz Henrique (Djalma Silva, a 27’/2°T); Rezende, Patrick de Lucca (Marcelo Ryan, anos 15’/2°T) e Daniel (Lucas Mugni, anos 19’/2°T); Raí, Rodallega e Marco Antônio (Ronaldo César, a 15’/2°T).

See also  Bolsas da China sobem com esperanças de estímulo após dados ruins

Leave a Comment

x