Atlético-MG marca três gols nos minutos finais na esperança de reviravolta contra o Fortaleza

O Atlético-MG permitiu que o Fortaleza fizesse dois gols no primeiro tempo daquele sábado (25) e o placar ficou assim até os 30 minutos dos minutos finais. A partir daí a equipe de Antonio Mohamed, impulsionada pela torcida presente no Mineirão, começou a construir uma virada incrível, apenas com gols em jogos aéreos, para vencer por 3 a 2 e continuar a invencibilidade iniciada há quatro jogos.

Jogadores comemoram gol durante partida entre Atlético Mineiro e Fortaleza
Jogadores comemoram um gol durante a partida entre Atlético Mineiro e Fortaleza. Crédito: Futura Press/Folhapress

Romainho fez os dois gols tricolores enquanto Rubens, Réver e Matheus Jussa marcaram pelo time mineiro. Após duas vitórias sobre o Flamengo, no Brasileirão e na Copa do Brasil, o Atlético alegrou ainda mais a torcida com a reatividade demonstrada em campo, somando o 24º ponto no campeonato nacional e terminando em quinto lugar, dois pontos atrás do vice-líder Corinthians . O Fortaleza segue em penúltimo com dez, mas pode ser ultrapassado pelo Juventude e voltar à última colocação.

O torcedor do Atlético se surpreendeu ao ver a escalação, pois não encontrou o nome Hulk entre os titulares. Isso porque o atacante, que marcou 21 gols nesta temporada, foi diagnosticado com inchaço no pé direito e acabou vetado pelo departamento médico. No entanto, ele deve jogar pela Libertadores contra o Emelec, em Guayaquil, na terça-feira.

O artilheiro, que não pôde jogar, assistiu ao jogo da arquibancada do Mineirão, sem poder fazer nada ao ver o Romainho, do Fortaleza, fazer o que mais gosta de fazer: gols. O atacante tricolor fez o gol para manter no segundo minuto de jogo com um chute de fora da área que matou a bola no canto direito do gol defendido por Éverson.

Os primeiros minutos do segundo tempo não indicavam que o Atlético pudesse reagir, mas a história mudou graças a Rubens. O meio-campista, que entrou no lugar de Guilherme Castilho no jogo, apareceu sozinho para cabecear perto da pequena área após cruzamento de Vargas aos 30 minutos, mostrando que o time mineiro estava no jogo.

A resposta realmente estava nas bolas de ar. Foi assim que surgiu o golo redentor de Réver, com um cabeceamento aos 41 minutos, assistido por Igor Rabello. Em mais uma jogada de cima, Vargas cabeceou e a bola pegou o pé de Mateus Jussa antes de passar o goleiro Marcelo Boeck e morrer na rede tricolor, para alegria de Hulk e de toda a torcida no estádio.

FICHA DE DADOS

  • Atlético MG -Everson; Réver, Igor Rabello e Junior Alonso (Vargas); Guga, Allan (Otávio), Guilherme Castillo (Rubens) e Calebe; Sávio (Ademir) e Eduardo Sasha (Fábio Gomes). Técnico: Antonio Mohammed.
  • Força – Marcelo Bock; Ceballos, Marcelo Benevenuto e Titi; Yago Pikachu; Felipe, Ronald (Matheus Jussa), Lucas Lima (Dipietri) e Juninho Capixaba; Romainho (Silvio Romero) e Moisés (Lucas Crispim). Técnico: Juan Voivoda.
  • Portões – Romainho, aos 28 minutos do primeiro tempo. Rubens com 30, Réver com 41 e Matheus Jussa com 51 minutos do segundo tempo.
  • cartões amarelos – Marcelo Bock, Lucas Crispim e Ronald (Fortaleza)
  • juiz – Jean-Pierre Gonçalves Lima (RS)

Este vídeo pode lhe interessar

  • Localização – Mineirão, em Belo Horizonte (MG).

Leave a Comment

x