Bagnaia completa metade da missão mas Quartararo é obstáculo em Assen – MotoGP News

DO DOMÍNIO MARC MÁRQUEZ AO ZERO: A PONTA CABEÇA HONDA NA ALEMANHA

Francesco Bagnaia deu um passo importante neste sábado (25) para lutar pela vitória no MotoGP em Assen. Pela quarta vez em seis corridas, o italiano conquistou a pole na categoria rainha do Campeonato do Mundo de MotoGP, cumprindo pelo menos parte da tarefa que se propôs a si mesmo no GP da Holanda.

A julgar pelo ritmo demonstrado nos treinos, pode-se ao menos imaginar o italiano lutando pelo pódio, mas para essa missão número um deve ficar: Pecco não pode repetir o erro do GP da Alemanha quando caiu na terceira volta e não t mesmo entender o porquê. Se você não quer desistir do seu sonho do título, você absolutamente tem que ver a bandeira quadriculada, mesmo se você estiver cada vez mais longe de corrida em corrida.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRAND PRIZE no YouTube: GP | GP2.

Francesco Bagnaia quer ter calma em Assen para tentar reagir no Campeonato (Foto: Ducati)

LEIA TAMBÉM
# Rainey pilota uma YZR500 30 anos após o terceiro campeonato de 500cc em Goodwood

Bagnaia, largando da pole, sabe que está em uma posição favorável na disputa, mas também reconhece a necessidade de ser cauteloso.

“Quero deixar os tempos um pouco mais calmos desta vez, mesmo que a pole seja muito valiosa aqui porque é uma pista que gosto muito, mas não é a melhor para nossa moto”, disse Pecco à emissora italiana Sky Sport.

O italiano salientou ainda que depois de uma manhã difícil em que lutou para encontrar boas sensações com a Ducati, especialmente na parte mais rápida da pista, a quarta sessão foi um importante passo em frente.

“Estou muito feliz por ter conseguido superar as coisas no TL4 porque tive muitos problemas no TL3 esta manhã”, disse ele. “Tínhamos algumas coisas para fazer, mas no TL4, assim que entrei na pista, me senti bem imediatamente. Então, também podemos dar mais um passo nessa direção para estarmos mais bem preparados para o amanhã”, refletiu.

See also  Confira 11 opções para festejar em São José dos Campos em junho

“O problema era o movimento e a falta de sensibilidade ao aumentar a velocidade. Acabamos de tentar baixar a moto e gostei porque obviamente ela está se movendo muito menos agora, é mais estável e me permite fazer tudo melhor.” “Isso foi algo que consegui no segundo stint no TL4, especialmente com o pneu usado , certamente deu uma pequena vantagem, mas também no Q2, porque ao conseguir empurrar um pouco mais na parte rápida, consegui dar um passo adiante em comparação com o tempo de ataque desta manhã.”

PROGRAMAÇÃO DE TV
📺 Os fins de semana de corrida na TV e streaming

Fabio Quaratararo é o alvo da competição em Assen (Foto: Yamaha)

A análise dos treinos mostra que Pecco tem um ritmo muito próximo ao de Fabio Quartararo, que largará em segundo e tem um excelente momento no campeonato de 2022.

“Como sempre, será uma corrida difícil. Primeiro eu tenho que terminar. Acho e espero que a última corrida tenha me ensinado uma lição e quero começar a dar um passo à frente amanhã”, alertou.

Fabio Quartararo, derrotado por apenas 0,116s, destacou que poderia ter sido um pouco mais rápido na curva 15, mas achou que isso não seria suficiente para vencer Pecco na briga pela pole.

“Foi a melhor volta possível. Talvez eu pudesse ter sido mais rápido em 15º lugar, mas não conseguiria a pole de qualquer maneira.”

No entanto, o segundo lugar não parece uma derrota, já que Fabio vê o holandês como uma pista que permite oportunidades de ultrapassagem e onde o desgaste dos pneus não será tão alto quanto na Alemanha na semana passada.

“Aqui a qualificação é um pouco menos importante do que na Alemanha porque há mais pontos de ultrapassagem. O desgaste dos pneus também não é como em Sachsenring”, comparou. “O segundo lugar me deixa feliz. Vamos ver amanhã, mas Bagnaia e eu temos um pouco mais que os outros”, disse Fabio.

See also  BBB Wall 22: Como votar para tirar Arthur, Douglas ou Eliezer | Internet

Com 172 pontos de vantagem na classificação de pilotos, Quartararo tem uma situação confortável na classificação de MotoGP, mas não vê o rumo da disputa como definido. Mesmo com 91 pontos a mais, o francês de Nice ainda vê Bagnaia vivo na luta, assim como o segundo e terceiro colocados Aleix Espargaró e Johann Zarco.

Aleix Espargaró salientou a importância de parar Fabio Quartararo no início da corrida (Foto: Aprilia)

“Pecco está bem no campeonato, mas tem mais de 250 pontos restantes. Ele certamente está lutando pelo campeonato, assim como Aleix e Zarco.” “Os três são os mais perigosos para mim em termos de campeonato”, acrescentou.

Apenas 0s364s mais lento que Bagnaia em Assen, Aleix Espargaró assumiu o lugar no grid. O catalão mostrou bom ritmo nos treinos.

“Estou feliz com nosso trabalho hoje porque no TL3 consegui ser extremamente rápido e ir direto para o Q2 enquanto fazia uma longa corrida no TL4 para me preparar para a corrida e manter um ritmo alto”, comentou. “Só que a classificação não foi como eu esperava. Infelizmente, tive que abandonar minhas duas últimas voltas por causa das bandeiras amarelas. Tenho certeza de que tinha potencial para um assento na primeira fila, mas continuarei reclamando disso.”

“O RS-GP funciona absolutamente bem aqui”, acrescentou.

No entanto, o irmão de Pol salientou que o objetivo mais importante para a corrida é quebrar a boa sequência de Quartararo, que vem de três pódios consecutivos – dois dos quais são vitórias.

“Temos que parar Fabio de qualquer maneira. Não podemos deixá-lo escapar na largada, caso contrário a corrida está perdida.” “Nosso trabalho é parar no começo porque senão você não pode alcançá-la. Tenho bom ritmo nas últimas voltas, talvez melhor que o dele, mas quando ele já está 2 segundos à frente neste momento, isso é impossível”, concluiu.

See also  Onde ver o Chispazo ao vivo e a lista de vencedores nesta quarta-feira, 16 de março

O GP da Holanda de MotoGP em Assen acontece neste domingo às 9h (Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do campeonato mundial de motociclismo 2022.

LEIA TAMBÉM
# Zarco descarta mais apoio da Ducati ao 3º lugar de MotoGP: “O apoio já é total”
# Visando “resultados instantâneos” em 2023, a RNF visa a experiência e não os iniciantes
# Ducati fala sobre aprender com os erros e afirma: “Temos uma grande moto e grandes pilotos”
# Dovizioso descarta superbikes e coloca motocross como meta pós-MotoGP
# MotoGP antecipa e modifica calendário do GP do Japão para evitar problemas logísticos
# Mir vê mercado caótico de motoristas e alerta: “Se dormir no local, pode ficar sem motos”
# Oliveira nega acordo para 2023 e vê KTM como opção: “Ainda me querem”
# Vendo desagrado de Márquez, LCR aguarda decisão de Nakagami da Honda e negocia com Rins

MILLER MANTÉM O STATUS, MAS VOLTA COM GO TO KTM NO MOTOGP

Acesse as versões em espanhol e português PT de GRANDE PRÊMIOao lado dos parceiros Nosso Palestra e Escanteio SP.

Leave a Comment

x