casa ou apartamento? Este duplex combina o melhor de todos os mundos com uma “cozinha da sala” – 12/05/2022

Imediatamente após o noivado, Daniela Gallinucci Valverde e Willians Valverde iniciaram a busca em Santo André, SP. Eles queriam uma casa dos sonhos com espaço suficiente para receber os amigos e fazer um churrasco aconchegante no final de semana. Mas a realidade era sombria, cheia de preços altos ou casas antigas que levariam anos para serem reformadas caramente.

Quando o corretor sugeriu um apartamento fora do condomínio, o casal não entendeu.

“Descobri que são prédios de três andares onde o primeiro andar é um apartamento padrão e o segundo se torna um duplex. Com poucos moradores, não é necessário ter uma área de lazer e profissionais como zeladores, porteiros e pessoas que fazem o trabalho, limpam o salão, tudo é dividido entre quatro famílias”, conta Daniela.

Essa opção era muito mais acessível que as outras – ventos favoráveis ​​para quem está começando a vida, certo?

Desde então, o casal vive há quatro anos, quando tomou a decisão, o sonho de uma casa – mas no nível de um apartamento. “Funciona muito bem. Mesmo com opiniões diferentes, meus vizinhos são ótimos, tivemos muita sorte”, diz ela. Ao lado estão os melhores amigos da dupla, aliás.

See also  Milton Nascimento anuncia turnê de despedida pelos palcos

o desejo da varanda

Via de regra, porém, em apartamentos como esse, a cozinha, sala de estar e jantar ficam no primeiro andar e a área íntima fica no segundo. Dani preferiu inverter: área de lazer no andar de cima, quarto no andar de baixo.

Eu queria uma ilha e fazia muito sentido que fosse no andar de cima sem que o cheiro da comida entrasse nos quartos. Também era importante aproveitar a vista do parque”, diz.

Área de lazer no segundo andar - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal

Área de lazer no segundo andar

Imagem: arquivo pessoal

Balanço no exterior do segundo andar - arquivo pessoal - arquivo pessoal

Balanço ao ar livre no segundo andar

Imagem: arquivo pessoal

Adjacente aos quartos, no primeiro piso, encontra-se um bar despensa, eliminando a necessidade de subir as escadas para refeições rápidas. No @acasa.do_parque, ela explica os detalhes do que se tornou sua cozinha para comer – tem piscina, balanço, mesa ao ar livre e vista para o verde.

Como gerente financeira, ela passa a experiência como hobby. “Por causa da viralidade do início, formaram-se parcerias e amizades, mas não vivo de produzir ótimos conteúdos. Não há tempo.” Para ela, o pensamento de usar a casa era a chave para se sentir realizada ali. “Só tivemos benefícios quando pensamos em como funciona melhor para nós. Se eu fosse começar tudo de novo, faria o mesmo.”

Dicas de Dani para uma casa inspiradora

  • Verde, sempre. “As plantas estão sempre disponíveis em qualquer ambiente. Dão vida, decoram sem gastar muito dinheiro. Basta procurar aqueles que são mais fáceis de manter.”
  • Não gaste muito dinheiro em acessórios. “Travesseiros ou cobertores caros, por exemplo. Estamos sempre fartos de cores e materiais, e não usamos exatamente as mesmas roupas. Há muitos desses acessórios a bons preços e devemos investir lá.”;
  • Crie seus móveis. “Apagamos a mesa de jantar, por exemplo, e ‘ganhamos’ um novo conjunto, o que significa que gastamos menos. O armário vermelho foi renovado e ganhou nova vida também.
  • Pedra na bancada da cozinha. “Economizei dinheiro e optei pelo quartzo branco. Não me arrependo. Compre de quem entende, porque todo ambiente tem algo específico. Com medo de estragar, toda pedra estraga com panelas quentes. Quando o vinho é derramado, esfregue com sabão e pronto. ele… está bom de novo.”;
  • móveis neutros. “Sempre que você escolhe tons neutros para móveis maiores, fica mais fácil brincar com complementos. O sofá e a bancada são bons exemplos: possibilitam essa troca por menos.”

Leave a Comment

x