Caso Kat Torres: Investigação de Tráfico Humano, Influenciadora é Presa em BH

SOROCABA – Ela está presa em Belo Horizonte, Minas Gerais, a influencer Katiuscia Torres Soares34, também conhecida como Kat Torres e “Kat the Light”, sob suspeita de charlatanismo e detenção pessoas em condições análogas à escravidão nós Estados Unidos🇧🇷 Ela havia sido condenada em prisão preventiva pela 5ª Vara Federal Criminal de São Paulo em inquérito que apura as denúncias. A prisão do detento em presídio de Belo Horizonte foi confirmada pela Secretaria de Justiça e Segurança Pública de Minas Gerais (SEJUSP MG).

Além da prisão, a justiça brasileira também expediu um mandado de busca e apreensão e violou o sigilo dos dados telemáticos e telefônicos da mulher, que também se considera uma guru. Ela havia confiscado documentos e celular. No Brasil, as investigações apuram denúncias de que ela teria aliciado jovens para trabalhar como “au pairs”, uma espécie de babá, nos Estados Unidos. Lá as vítimas teriam que trabalhar em condições análogas à escravidão. Naquele país, Katiuscia foi presa junto com outros dois brasileiros no início de novembro sob a acusação de vistos americanos vencidos.

O processo de extradição ocorreu no judiciário. Kat Torres chegou ao Brasil em um voo com outros deportados na última sexta-feira, 18. Ela desembarcou com o grupo no Aeroporto de Confins, na Grande Belo Horizonte. No dia seguinte, sábado, 19, o guru brasileiro foi levado para uma cela do presídio feminino Estevão Pinto, na capital mineira.

“Ela está em uma cela improvisada e sozinha. O local possui pia, chuveiro e vaso sanitário. O banho de sol no presídio ocorre por cerca de duas horas todos os dias”, informou a SEJUSP MG.

As polícias brasileira e norte-americana investigaram o paradeiro de Letícia Alvarenga (à esquerda) e Desirrê Freitas (à direita), ambas auxiliadas pela treinadora Katiuscia Torres Soares, conhecida como
As polícias brasileira e norte-americana investigaram o paradeiro de Letícia Alvarenga (à esquerda) e Desirrê Freitas (à direita), ambas auxiliadas pela treinadora Katiuscia Torres Soares, conhecida como “Kat Torres” ou “Kat a Luz”. Foto: Jogar/Instagram

Kat Torres apareceu nas mídias sociais como coach de vida e guru espiritual, além de autora. Ela cobrava por consultas que prometiam desenvolvimento espiritual e sucesso em sua carreira, finanças e relacionamentos. A mulher foi alvo da polícia quando parentes e amigos começaram a procurar uma jovem que foi levada por Katiuscia para morar com ela nos Estados Unidos. A jovem chegou a gravar um vídeo pedindo ajuda, mas posteriormente apagou suas páginas nas redes sociais.

O caso foi registrado em boletim de ocorrência por suspeita de tráfico de pessoas. Uma das jovens trazidas para os Estados Unidos pelo guru postou em uma rede social que estava em uma prisão privada. Outras denúncias foram feitas contra Kat Torres, incluindo ficha criminal por denúncia caluniosa contra a modelo brasileira Yasmin Brunet. Kat e outras duas mulheres brasileiras supostamente recrutadas por ela usaram as redes sociais para atacar figuras brasileiras.

Continua após o anúncio

Até a tarde desta terça-feira, 22, Katiuscia Torres não tinha advogado no processo que tramita na Vara Criminal Federal de São Paulo.

Leave a Comment