CBF decide traçar linhas de impedimento ao vivo em transmissão para minimizar erros de VAR

A partir da próxima rodada do Brasileirão, que está marcada para começar na próxima sexta-feira, 24, as linhas de impedimento do Vídeo Árbitro (VAR) serão traçadas ao vivo e exibidas durante a transmissão da partida. A decisão foi tomada pela CBF nesta quarta-feira, 22, durante evento na sede da Confederação onde foram apresentados os novos membros da Comissão de Arbitragem.

O presidente da comissão, Wilson Seneme, explicou que a medida fará com que os telespectadores acompanhem a construção da linha desde o início do marcador até o fim para entender melhor como a ferramenta funciona pelo público.

Inscreva-se no POVO+

Tenha acesso a todo conteúdo exclusivo, colunistas, acesso ilimitado e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

“Vamos providenciar a construção da linha de impedimento na transmissão ao vivo. Não enviaremos mais a foto do jogo para transmissão para caber na sequência. Entendemos que quando as pessoas que acompanham a transmissão começarem a acompanhar a construção da linha, vão entender melhor o final”, disse.

Seneme revelou que a ideia de mostrar os marcadores de impedimento no programa veio de assistir aos jogos da Premier League.

“Eu vi isso assistindo aos jogos da Premier League. Isso facilita muito a vida dos telespectadores. Estará disponível para transmissão oficial a partir da próxima rodada”, disse ele.

Para ser mais transparente, a CBF publicará mais vídeos e áudios de diálogos entre a cabine do VAR e os árbitros de campo. Até agora, a associação publicou apenas vídeos de candidaturas que foram analisadas, mas a partir da próxima rodada serão mostradas as discussões de possíveis candidaturas que foram analisadas, mas não analisadas pelo VAR.

See also  Promoção Betmotion – Roland Garros com cashback de até R$ 500 por semana

A equipe de arbitragem também realizará treinamentos diários específicos para aprimorar o uso da ferramenta de vídeo VAR.

“Queremos treinar esses árbitros diariamente para que eles possam melhorar essa linha de intervenção, é isso que estamos procurando”, disse ele.

Com a chegada de mais membros para integrar a Comissão de Arbitragem da CBF, Wilson Seneme prometeu que a produção aumentará.

“Tínhamos um pequeno grupo de trabalhos, então não publicamos tudo. A partir de agora eles podem nos cobrar mais. Essa demanda precisa ser atendida”, concluiu.

Dúvidas, críticas e sugestões? fale Conosco

palavras-chave

Leave a Comment

x