CBF reconhece problemas com VAR e traça impedimentos ao vivo nas transmissões

Wilson Seneme, presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, disse nesta quarta-feira que as linhas de impedimento do VAR serão traçadas ao vivo nas transmissões das partidas da próxima rodada do campeonato brasileiro.

– Disponibilizamos a construção da linha de impedimento na transmissão ao vivo. Eles não enviarão mais a foto da peça para transmissão para incluir na sequência. Entendemos que, à medida que as pessoas que acompanham a transmissão começarem a acompanhar a construção do gasoduto, entenderão melhor o final dela.

Segundo ele, haverá treinamento especial para os árbitros de vídeo.

– Queremos treinar diariamente estes árbitros para que possam melhorar esta linha de intervenção, é isso que procuramos.

As novas medidas foram anunciadas durante evento de apresentação para os novos membros do comitê de arbitragem da empresa. Entre eles estão os ex-árbitros Ricardo Marques Ribeiro e Péricles Bassols.

Confira a lista completa abaixo:

• Wilson Luiz Seneme - Presidente da Comissão de Arbitragem
• Emerson Augusto de Carvalho - vice-presidente da Comissão de Arbitragem
• Ricardo Marques Ribeiro - Membro da CA
• Hilton Moutinho Rodrigues - Membro da CA
• Regildênia de Holanda Moura - Membro da CA / Responsável Arbitragem Feminina
• Ítalo Medeiros de Azevedo - Membro da CA / Estatístico
• Alicio Pena Júnior - Gerente Geral do CEAB
• Roberto Perassi - Gerente Ensino Arbitragem
• Giuliano Bozzano - Gerente Técnico Arbitragem
• Péricles Bassols - Gerente Técnico VAR
• Lucas Dias Almeida - Gerente VAR
• Rodrigo Pereira Jóia - Gerente Administrativo Abitragem
• Paulo Roberto da Rocha Camello - Coordenador Físico Arbitragem
• Mikael Silva Araújo - Analista Técnico de Vídeos
• Edson Rezende de Oliveira - Ouvidoria / Corregedoria Arbitragem
• Renata Lee - Coordenadora Administrativa Futsal
• Sandro Brechane - Coordenador Técnico Futsal
• Nayara Santos Azevedo - Analista Administrativa CA
• Tatiana Pacheco Lima Guedes - Analista Administrativa CEAB

– Ainda não há elementos que possibilitem a profissionalização. Já apresentado pelo Congresso Nacional, reconhece que existe a profissão de árbitro de futebol. Mas como é que isto é feito? Como nos profissionalizamos? Quantos serão? Dividir uma categoria, profissionalizar uns e outros não, não me parece a melhor solução – concluiu.

See also  Leila Maria expande África de Djavan no álbum “Ubuntu” – Jornal do Oeste

Leave a Comment

x