Como fazer a criança beber mais água? – Revista Crescer | Andrea Friques

“Meu filho Hugo, de 5 anos, quase não bebe água e sei que só vai piorar com a aproximação do inverno. O que fazer para estimular?”
Mariana Freitas via Facebook

Muita água naquela época (Foto: Getty Images)

(Foto: Getty Images)

A água deve ser oferecida a partir da introdução do alimento aos 6 meses. Até então, toda a hidratação da criança vem da amamentação. É muito comum alguns bebês aceitarem bem e outros rejeitarem. Vários fatores podem afetar essa aceitação, incluindo a frequência das mamadas (que também saciam a sede).

Por exemplo, uma boa maneira de saber se a criança está hidratada é observar a cor da urina. Quanto mais leve melhor. Além disso, as crianças que bebem pouca água costumam ter constipação. Isso acontece lá também? Para as crianças mais velhas, sugiro o diálogo e o exemplo.

A pessoa que mora na casa bebe água suficiente? Se não, faça um desafio em família e comece a beber canecas juntos ao longo do dia. Explique que eles fazem isso porque querem ser mais saudáveis, que nossos corpos são compostos principalmente de água e que manter-se hidratado ajuda nossos órgãos a funcionar melhor nos torna campeões!

Por fim, não recomendo líquidos durante as refeições principais. Minha orientação é oferecer a água cerca de 20 minutos depois. Por várias razões, a começar pelo risco de aumentar a capacidade gástrica, ou seja, o volume do estômago por refeição.

Outra dica é estimular o consumo de frutas ricas em água, como laranja, melancia, caqui, melão, abacaxi e morango, além de incluir sucos naturais nos lanches. Sopas, caldos e cremes caseiros também podem ser muito nutritivos. A hidratação – na verdade a alimentação como um todo – é um hábito! Comece e você verá a diferença.

Bebida cremosa de coco e vegetais

Para as crianças que têm dificuldade em aceitar água, uma boa maneira de mantê-las hidratadas é oferecer sucos e outros líquidos saudáveis. Que tal experimentar essa deliciosa bebida cremosa vegetariana de coco? Além de ser altamente nutritivo, é ideal para quem deseja substituir o leite comum em qualquer outro tipo de receita. Mas atenção, esta bebida não substitui o leite materno nem a comida do bebé. Confira passo a passo:

Ingredientes:
– 1 coco seco
– 1 litro de água

Preparação:

1. Pique o coco e retire a água. Leve ao forno a 180 graus por cerca de 30 minutos ou até dourar.

2. Abra o coco e retire a polpa. Bata a água no liquidificador, coe e leve à geladeira por até dois dias ou congele por até 30 dias.

Andreia Friques é Nutricionista Materno Infantil, Mestre em Ciências Farmacêuticas, Presidente da Associação Brasileira de Nutrição Materno Infantil (ABRANMI) e mãe de Miguel e Davi.  É autora de

Andreia Friques é Nutricionista Materno Infantil, Mestre em Ciências Farmacêuticas, Presidente da Associação Brasileira de Nutrição Materno Infantil (ABRANMI) e mãe de Miguel e Davi. É autora de “Nutrição Materno-Infantil” (Foto: Arquivo pessoal)

Quer falar com o colunista? Escreva para: grow@edglobo.com.br

Saiba como se inscrever no Crescer para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo

See also  Como apostar Ethereum (ETH) no Lido Finance

Leave a Comment

x