como fazer receita de São João bom para dias frios

Adriano Soares (@soaresadriano) cresceu no Distrito Federal, onde quase um quarto da força de trabalho está no setor público, e buscou uma garantia para o futuro com sua graduação em Direito. “Era tão comum que a faculdade parecia uma extensão obrigatória do ensino médio”, diz o menino, que nasceu em Campo Grande e morou em Brasília dos seis meses aos 25 anos.

O objetivo era acompanhar o desenvolvimento da família enquanto estudavam para uma prova de seleção. No entanto, os cinco anos dolorosos de aulas e exames mostraram a Adriano que seu caminho poderia ser diferente. “Quando me formei queria me candidatar à OAB e meu pai disse: ‘Filho, faça o que você gosta'”.

A capacidade que lhe faltava para entender as leis era maior do que quando a agenda estava fervendo. Assim, em 2018, com autorização dos pais, Adriano se matriculou no curso de culinária do Senac, onde também fez seus primeiros estágios na região.

Este foi o renascimento de uma paixão que começou na infância, mas nunca foi mais do que um hobby até então. “Desde pequena, vejo minhas avós e minha mãe cozinhar. Sempre fui curioso.”

Na adolescência, o apetite aumentou à medida que conheceu restaurantes, desde os mais simples, como um cantinho com rodízio de sopas (veja a receita do caldo verde de Adriano no final da matéria), até os aclamados pela crítica.

Adriano Soares - caldo verde - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal

O caldo verde é a memória afetiva de Adriano; aprenda receita

Imagem: arquivo pessoal

“Meu pai tinha um amigo que colecionava louça Boa Memória [associação de 90 restaurantes pelo Brasil]. Durante as férias escolares costumávamos fazer viagens de carro para conhecer novos lugares.”

Isso me fez apaixonar ainda mais pela comida.”

Em casa, ele descobriu que podia alimentar os outros e colocar sorrisos em seus rostos com doces como biscoitos e brownies, ou receitas italianas simples como risoto. Aos poucos, as receitas de Adriano se tornaram indispensáveis ​​nos encontros entre parentes, seja para o bolo de aniversário ou o peru e a farofa de Natal”.

Uma das poucas da família que não seguiu carreira pública e que serve de inspiração para Adriano é sua avó paterna chamada Walda. “Nas décadas de 1940 e 1950 ela trabalhava na casa de médicos e empresários em Campinas, fazendo marmitas para abastecer o freezer.”

do ninho

Adriano Soares - Caldo verde - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal

O advogado pensou que seguiria uma carreira aos olhos do público como o resto da família

Imagem: arquivo pessoal

Adriano Soares - Caldo verde - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal

Ele compartilha receitas fáceis com habilidades culinárias na internet

Imagem: arquivo pessoal

Em 2019, Adriano se inscreveu no programa de trainees do Grupo Maní e se mudou para São Paulo. Tendo crescido dentro da empresa, atualmente ocupa o cargo de Chef Executivo na unidade do Shopping Iguatemi do premiado Padca do Maní, onde coordena uma equipe de 26 pessoas.

Desde o ano passado ele investe na produção de conteúdo no Instagram, compartilhando receitas simples, mas sofisticadas. Com um toque profissional que pode ser facilmente traduzido, os pratos impressionam quem tenta reproduzi-los.

O gatilho foi a rejeição de um processo de seleção para um reality show. “Cheguei ao último nível e falhei. Além da experiência e do preço, queria visibilidade para poder compartilhar conhecimento. Com aquele “não”, percebi que já tinha a plataforma para colocar em prática o que queria, então era só começar a gravar”.

A dupla jornada nem sempre permite que o calendário de postagens siga a intensidade exigida pelos algoritmos, mas o retorno já vem na forma de engajamento do público. “Toda vez que recebo um elogio ou alguém faz uma pergunta, fico muito feliz. Hoje em dia um cara foi ao restaurante onde trabalho me encontrar. Achei muito legal!”

Acho importante desmistificar a cozinha, mostrar o quão acessível é sair dela. Basta estar um pouco interessado e arriscar os potes.”

Sopa Verde
receita de prova

Acompanhe passo a passo esta receita carinhosa de Adriano, excelente para comer no inverno e toda relacionada às festas de São João.

INGREDIENTES

  • 100 gramas de bacon em cubos
  • 200 gramas de linguiça calabresa
  • 1 cebola grande
  • 4 dentes de alho
  • 4 batatas grandes, descascadas e cortadas em cubos
  • 6 folhas grandes de couve
  • 2 litros de água
  • Sal e pimenta preta a gosto

MODO DE PREPARO

Adriano Soares - Caldo verde - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal

Repolho vai cru na receita

Imagem: arquivo pessoal

Coloque o bacon em uma panela e frite na própria gordura. Reservas. Frite a linguiça calabresa na mesma frigideira.

Em seguida, adicione a cebola, o alho e metade do bacon frito.

Adicione a batata e tempere com sal e pimenta. Coloque a água. Tampe a panela e cozinhe até as batatas ficarem macias.

Desligue o fogo e adicione metade do repolho – bem cru.

Isso ajuda a tornar a cor verde mais vibrante. Se você cozinhar demais a couve, corre o risco de dourar o caldo. bronzeada”.

Bata a sopa aos poucos com a ajuda de um liquidificador ou liquidificador até que a mistura fique homogênea. Coloque tudo de volta na panela ou coloque em qualquer recipiente que você planeja servir. Por fim, mergulhe a outra parte do repolho no caldo. Sirva com o bacon frito.

Você conhece uma instância?

Instachef - Atstock Productions/Getty Images/iStockphoto - Atstock Productions/Getty Images/iStockphoto
Crédito: Atstock Productions/Getty Images/iStockphoto

a cada quinze dias, Nosso conta a história de uma pessoa que decidiu levar suas habilidades culinárias da cozinha para a internet.

Você gostaria que sua trajetória fosse narrada aqui, ou tem um Instachef para indicar? Entre em contato conosco por e-mail.

See also  Combine a placa do carro; Aprenda a fazer combinações

Leave a Comment

x