Conexão com adolescentes – Sade

Que redes de apoio existentes existem para falar sobre a maternidade na adolescência? Que canais de diálogo conectam mães e pais em torno das complexas questões que envolvem essa fase tão transformadora na vida de seus filhos?

Com essas reflexões, em plena pandemia, e de forma independente uma da outra, as psicólogas Anna Cludia Eutrpio e Carolina Dantas e a designer e editora-chefe Carolina Lentz publicaram o livro My Teenager: Memories, Dialogues and Connections. A leitura e os exercícios sugeridos convidam mães e pais a olhar com mais consciência e ressignificar os acontecimentos e sentimentos que marcaram a adolescência.

    Carolina Lentz, Anna Cl
Da esquerda para a direita: Carolina Lentz, Anna Cludia Eutrpio e Carolina Dantas, autoras de Meu Adolescente: Memórias, Diálogos e Conexões
(Foto: Arquivo Pessoal/Divulgação)

“Somos três mulheres adultas, mães que viveram a própria juventude de maneiras diferentes e aprenderam muito com essas experiências. Somos três mulheres que acreditam que um mundo mais pacífico é possível e que para isso precisamos sempre sentar e conversar; falando com todos, mas principalmente em família”, escrevem os autores.

Eles explicam que esse movimento de conexão e nutrição com o adolescente interior repercutirá em seus relacionamentos com os adolescentes de uma maneira leve, mas intensa. Escrita em temas que facilitam o diálogo com seu filho pequeno, a obra é dividida em sete capítulos: “Família”, “Comunicação”, “Amizades”, “Sexualidade”, “Transgressões”, “Escola” e “Mídia”.

“Toda mãe solteira e toda criança também. Isso pode ajudar muito as famílias a passarem por essa fase junto com o adolescente de forma mais saudável para entender a adolescência com uma lente atualizada e obter informações confiáveis ​​sobre o processo. Muito do que ouvimos ou gravamos lá da nossa juventude já não cabe mais. Então é muito importante se atualizar”, explica Dantas.

See also  Onde assistir Vitesse x Ajax ao vivo

Enquanto as mães na infância lidam com questões de desenvolvimento motor, como treino de penico e amamentação, e questões práticas, como banho, mães de adolescentes não têm mais o trabalho mais “manual” e devem se preocupar em melhorar ainda mais sua cognição e diálogo. Meu Adolescente: Memórias, Diálogos e Conexões deixa claro que as crianças são as mensageiras mais importantes, ou seja, são elas que sinalizam e pedem atenção, presença, carinho e amor.

“Esses pedidos são diferentes dos da infância, e é muito improvável que um adolescente fique atrás de seus pais e peça presença e atenção como as crianças normalmente fazem. Os adolescentes demonstram que precisam dos pais por meio de comportamentos e atitudes que precisam ser decodificados. E muitas vezes eles só recebem essa atenção se, por exemplo, causarem algum problema ou entrarem em situações de risco”, conclui a psicóloga.

O trabalho ressalta a importância do compartilhamento familiar, para que possam criar espaços acolhedores onde todos possam participar, seja para expressar medo, receber apoio nas fragilidades e comemorar conquistas.

A melhor maneira de perceber o quão exigente é a presença dessa fase é os pais agirem com amor e consciência quando esses pais começarem a olhar e prestar atenção em seus filhos. Espaços de troca, compartilhamento, mídia atual e consciente, canais de informação como rodas de palestras e livros também são oportunidades para ampliar discussões e reflexões sobre jovens e adolescentes.

Pensando nisso, o livro, cuja primeira edição esgotou de forma 100% orgânica e espontânea no início de 2022, será relançado em evento inédito que acontecerá no dia 21 de maio em Belo Horizonte. Os autores se reúnem com mesas redondas e debates sobre questões que dizem respeito às famílias dos adolescentes, como sexualidade, isolamento, agressividade, dificuldades de comunicação, medos e inseguranças que a adolescência dos filhos traz consigo.

See also  Você tem uma corrida de Fórmula 1 neste fim de semana? Confira o dia, horário e onde assistir ao GP da Emilia Romagna ao vivo

Este evento é ainda mais apropriado no contexto de uma pandemia: durante este período, também deve ser abordado especificamente como pais, educadores e cuidadores podem ajudar a minimizar os efeitos da pandemia nos adolescentes.

* Estágio sob supervisão

pela editora Ellen Cristie

Reservar meu adolescente

sérvio

Título: 1º Encontro Mensal

meu adolescente

Data e hora: 21 de maio de 2022, das 8h30 às 13h30

Local: Auditório do Condomínio MedCenter (Rua dos Otoni, 909, Santa Efignia, Belo Horizonte, MG)

Inscrições e mais informações: via Sympla (1º Encontro My Teenage Month), até 20 de maio

Contatos: Instagram – @meuadolescente ou Whatsapp – (31) 99621-3732 (Carolina Lentz)

Observações: O evento será transmitido ao vivo. Há opções de inscrição presencial e online. Todas as inscrições incluirão uma cópia do livro My Teenager: Memories, Dialogues, Connections

Leave a Comment

x