Conheça a Preta Pretinha, a marca que fez a boneca Viola Davis

Conheça a Preta Pretinha, a marca que fez a boneca Viola Davis
Foto: Reprodução / TV Globo

Ao final da entrevista com a atriz norte-americana Viola Davis, veiculada no último domingo (18) pela TV Globo no “Fantástico”, a jornalista Maju Coutinho presenteou a artista com uma boneca de pano que parecia a protagonista de “A Mulher Rei”, filme Davis queria promover no Brasil.

O gesto impressionou, assim como a boneca, cujas roupas e cabelos lembravam os usados ​​por Viola durante um evento. Para quem ficou curioso, descobrimos que o presente vem da marca paulista Preta Pretinha, fundada por Joyce Venancio e que tem como sócias Lucia Venancio e Maria Cristina Venancio, designer da marca.

Foto: Instagram/Preta Pretinha

para o mundo negro Lúcia Venâncio falou sobre como surgiu o convite para fazer a boneca. “Surgiu através da jornalista Maju Coutinho, que é cliente assíduo da Preta Pretinha e aprecia a qualidade das nossas bonecas. Então, quando ela tem eventos e ela é uma pessoa que dá presentes, ela sempre vem até nós. Já fizemos bonecos dos filhos do Sadi [jornalista], que foi muito divertido para as crianças, inclusive para o marido de Andréia Sadi que gostou muito e foi presente da Maju para as gêmeas. Entre outras bonecas da vice-presidente da Colômbia Francia Márquez, também fizemos a boneca personalizada. E agora, finalmente, quando se trata de fama, fizemos Viola Davis. e para você [Maju Coutinho] Para gostar da nossa produção, pois tratamos todos os detalhes com muito carinho, a designer está sempre pesquisando como fazer a boneca para mantê-la bem pertinho, por isso está sempre nos procurando. Também fizemos outros bonecos, o Lázaro Ramos já nos contactou. E é pela qualidade, pela perfeição que está muito próximo”, explica.

A Preta Pretinha é conhecida pelo trabalho que vem realizando há mais de 20 anos em busca da diversidade entre bonecas, criando peças que representam outras etnias ao lado de bonecas negras. “Criamos a linha de diversidade e inclusão para contribuir com a educação, para lançar essa ferramenta para educadores que lidam com a questão antirracista, que é muito importante para deixar uma mensagem de não-diferenças de forma lúdica”, liderou. “Dentro dessa linha chamada diversidade temos a linha étnica e também temos a linha inclusiva, desde assédio, cadeirante, síndrome de down, vitiligo, qualquer deficiência e também na construção desses bonecos sempre pedimos a orientação de um profissional que vai nos ajudar compartilha todos os detalhes que devemos ter para que possamos fazer direito e sabemos que isso é muito bom porque hoje em dia a linha inclusiva é fundamental, principalmente para crianças com algum tipo de deficiência porque estão na referência o fofo boneca e não são pobres porque fazem parte deste universo. E jogando é muito melhor e muito mais fácil explicar que não pode haver preconceito.”

Sobre a importância de saber que Viola Davis recebeu uma boneca feita por Preta Pretinha, Venâncio destaca: “O sentido é o mundo, né, o mundo. Porque nossas bonecas estão ultrapassando fronteiras e o fato de ultrapassarmos fronteiras sempre traz aquela mensagem de referência, artesanal, arte, e quando chega ao nosso público negro é interessante porque é a referência que é tão cobiçada e a referência da boneca preta é essencial. Agora temos também, com este filme sobre a princesa que é a sereia [A Pequena Sereia], nós também, aproveitamos esse momento porque o filme vai ser lançado. A gente tenta trabalhar essas questões, sempre focando no lado sombrio, porque é importante que uma criança negra consiga se enxergar nos brinquedos, que acabam contribuindo para o desempenho cognitivo, acabam contribuindo para a autoestima e pronto. parte do nosso propósito”, diz ele.

“Estamos neste segmento há muito tempo, há 22 anos. Trabalhamos muito. E essa situação de black money que aconteceu é extremamente importante. Assim como a Maju escolhe a Preta Pretinha, nós também escolhemos nossos fornecedores, sempre dando preferência aos fornecedores negros. Tentamos vestir as bonecas negras com estampas afro comprando de fornecedores negros e tudo isso nos ajudou a formar uma rede sustentável”, finaliza Lucia Venâncio, comentando sobre a importância de comprar e compartilhar negócios com os negros.




Comentários

Leave a Comment