Conversão do carro de dobra para SP; veja como fazer

Foto: Divulgação/Detran.SP

Com o aumento dos preços dos combustíveis, a instalação de veículos a gás natural (GNV) pela população paulista aumentou 121,8% entre janeiro e maio deste ano. Isso mostra um levantamento do Ministério dos Transportes do Estado de São Paulo (Detran.SP).

Nos primeiros cinco meses de 2022 foram 3.600 solicitações ante 1.625 reajustes no mesmo período do ano passado. A frota com kit GNV no estado de São Paulo é composta atualmente por 256.201 veículos.

+ O preço do gasóleo nas bombas subiu 10% em junho, superando o preço da gasolina
+ Gasolina em SP deve ficar R$ 0,48 mais barata na bomba
+ Gasolina chega a quase R$ 9 nos postos e ainda não reflete reajuste

desempenho

Segundo a Associação Brasileira de Distribuidores de Gás Gasoduto (Abegás), um metro cúbico de GNV em São Paulo é, em média, 18% mais barato que um litro de gasolina. Abastecendo com R$ 100 GNV, o motorista percorre em média 234 km. Com o mesmo valor, o motorista percorre apenas 155 km com gasolina ou 163 km com etanol.

Como converter o carro para GNV?

O motorista que deseja converter o carro para GNV deve solicitar a aprovação prévia do Detran.SP.

Este é o mesmo processo de alteração das características do veículo relacionadas à sua fabricação (por exemplo, mudança de cor/folha, combustível, blindagem) resultando na emissão de um novo Certificado de Registro de Veículo (CRV).

O serviço é solicitado por e-mail”[email protected]“ e os seguintes documentos devem ser digitalizados e encaminhados:

– Carteira de identidade do proprietário do veículo;

– Certificado de Registro de Veículo (CRV) ou Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) – se o registro do veículo for de 01/04/2021, o documento a ser apresentado é o CRLV-e;

See also  Cachorro tem medo de dirigir carro: como acostumar o bichinho a isso - Vida de Bicho

– Pedido de autorização prévia para modificação do veículo, preenchido conforme modelo disponível no portal Detran.SP.

procedimento

Se a documentação estiver em ordem, será emitida autorização prévia e enviada por e-mail ao cidadão, que poderá apresentar seu veículo a qualquer Instituição Técnica Licenciada (ITL) para verificação de segurança veicular, cujo preenchimento resultará na emissão do Certificado de Segurança Veicular (CSV ).

De acordo com o ITL, é necessário levar o veículo a uma empresa de inspeção credenciada (ECV) para obter o laudo de aprovação da troca de combustível. Os serviços podem ser prestados em qualquer município que possua estabelecimento credenciado pelo Detran.SP.

Para realizar o procedimento, o cidadão realiza a vistoria em empresa credenciada apenas uma vez antes da instalação. Depois vai todos os anos ao ITL para obter o certificado e registar o veículo.

Com esses documentos em mãos, o proprietário deve solicitar um agendamento com uma entidade Poupatempo para solicitar a segunda via do CRV (caso não haja mudança de titularidade) ou a transmissão, ambos com a informação de que as características do veículo foram alteradas. no caso de combustível.

MAIS SOBRE O CARRO:

+ GP da Grã-Bretanha: Confira os horários e onde assistir a corrida de Silverstone
+ O registro anual obrigatório de veículos começa amanhã (1º) em SP
+ Comparação de carros elétricos: Peugeot e-208 GT vs. Mini Cooper SE vs. Fiat 500e vs. Renault Zoë
+ BMW seleciona os 10 carros mais lendários da Divisão M; ver lista
+ O preço do gasóleo nas bombas subiu 10% em junho, superando o preço da gasolina
+ Avaliação: Audi Q5 entra na era da eletrificação; verifique como esta
+ Compra do ano 2023/SUV compacto: Hyundai Creta
+ Avaliação: Honda City 2022 quer se tornar um novo Civic, mas não é
+ Um carro de assinatura vale a pena? Confira um guia completo com preços, prós e contras

See also  Horóscopo 2022: Confira a previsão de hoje (08/06) para o seu signo do zodíaco

Leave a Comment

x