Crypto Morning: Aversão ao risco domina o mercado, mas Bitcoin (BTC) permanece acima da linha de US$ 20.000

Os investidores globais acordaram com menos apetite ao risco e preocupados com a economia global se beneficiando dos futuros de índices nos mercados dos EUA e também das criptomoedas. O Bitcoin (BTC) caiu 4,6% nas últimas 24 horas, para US$ 20.274,67, segundo dados da CoinGecko. O Ethereum caiu 6,7% e está sendo negociado a US$ 1.081,39.

No Brasil, segundo o Bitcoin Portal Index (IPB), o bitcoin caiu 5,2% e está sendo negociado a R$ 104.450,37.

As principais altcoins também estão mostrando perdas como Binance Coin (-3,7%), Cardano (-6,6%), XRP (-2,4%), Solana (-8,9%), Dogecoin (-1,5%), %), Polkadot (-8). %) e Avalanche (-8,7%). Shiba Inu vai contra a corrente e avança 8%.

“O Bitcoin atingiu um piso, mas provavelmente não ‘o piso'”, disse Mark Newton, chefe de estratégia técnica da Fundstrat Global Advisors, à Bloomberg. “Espera-se que as metas de alta sejam atingidas perto de US$ 23.300, com uma alta próxima a US$ 24.800, antes que os preços voltem a prováveis ​​baixas na última semana de junho.”

O maior fundo de índice de bitcoin do mundo perdeu metade de seus ativos sob gestão na sexta-feira, o que a CoinDesk disse que pode ter amplificado o declínio do BTC no sábado. O ETF Purpose Bitcoin teve uma saída de 24.510 bitcoins na sexta-feira, a maior retirada diária desde a estreia do fundo na Bolsa de Valores do Canadá em abril de 2021, segundo dados da Arcane Research.

Os produtos de investimento em ativos digitais tiveram saídas líquidas de US$ 39 milhões na semana passada, mostra o relatório da CoinShares. O total de ativos sob gestão caiu para US$ 36,3 bilhões, o menor desde fevereiro de 2021.

Ouro digital?

André Esteves, sócio do BTG Pactual, disse no evento do banco nesta terça-feira (22) que muitos tipos de diversificação não estão mais funcionando devido à alta inflação global. Para Esteves, o Bitcoin não é classificado como ouro digital. “(…) Quando a Nasdaq fez uma correção de 40%, o Bitcoin caiu 40% e mais. Aliás, nada supera o ‘ouro digital’”, criticou Esteves.

Mais destaques

Sam Bankman-Fried, o bilionário cofundador da exchange de criptomoedas FTX, está fazendo linhas de crédito para evitar o contágio de algumas empresas pela crise. A plataforma de empréstimos cripto BlockFi, por exemplo, garantiu uma linha de crédito rotativo de US$ 250 milhões com a FTX, de acordo com um tweet do CEO Zac Prince na terça-feira. E na semana passada, a exchange americana Voyager Digital recebeu um empréstimo de US$ 200 milhões e uma linha rotativa de 15.000 bitcoins da Alameda Research, uma trading de propriedade de Bankman-Fried.

See also  Strange New Worlds terá um Kirk diferente, diz produtor

“Sam Bankman-Fried é o novo John Pierpont Morgan – ele está resgatando os mercados de criptomoedas assim como o JP Morgan original fez após o crash de 1907”, disse Anthony Scaramucci, fundador da SkyBridge Capital, em entrevista à Bloomberg. O CEO da FTX disse à rádio NPR que sua corretora sente a responsabilidade de ajudar as empresas do setor em tempos de crise.

Outra exchange anunciou restrições aos saques de criptomoedas. A plataforma de empréstimo de criptomoedas FinBlox, com sede em Hong Kong, limitou as retiradas a US$ 500 por dia ou US$ 1.500 por mês. Como investidor, a empresa possui o fundo de hedge de criptomoedas Three Arrows Capital, que está lutando com problemas de liquidez.

Um grande usuário na rede Solana, que deveria ser liquidada na semana passada, começou a transferir fundos de mitigação de risco no protocolo de empréstimo Solend, que também é baseado no blockchain. A Solends Wal transferiu US$ 25 milhões de sua dívida para a plataforma Mango Markets, segundo dados divulgados na terça-feira.

Tether planeja lançar uma stablecoin atrelada à libra esterlina de acordo com The Block no início de julho. A stablecoin, apelidada de GBPT, estará inicialmente disponível na blockchain Ethereum, disse a empresa em comunicado.

Binance.USO braço americano da exchange de criptomoedas Binance está buscando levantar até US$ 50 milhões com uma avaliação de US$ 4,5 bilhões, informou a CoinDesk na terça-feira.

Após a aquisição pelo Méliuz em julho de 2021fintech Alter, serviço de criptomoedas, encerra as operações. Alter informou que os clientes podem transferir reais ou criptomoedas para outra conta ou carteira, ou para uma conta do Méliuz gratuitamente. O período de migração termina em 6 de agosto.

empresa de investimento em bitcoin A NYDIG e a Deloitte trabalharão juntas para ajudar empresas de todos os tamanhos a integrar ativos digitais em suas operações. Com o acordo, a NYDIG poderá oferecer aos clientes da consultoria produtos relacionados ao bitcoin em bancos, engajamento do consumidor e retenção de clientes, entre outros, segundo a CoinDesk.

See also  Onde assistir a eventos esportivos na TV e na Internet; ver programação sábado (28/05/2022)

A diretoria do Twitter recomendou por unanimidade que os acionistas aprovem a proposta de venda da empresa ao bilionário Elon Musk em uma reunião futura, de acordo com um documento arquivado na Comissão de Valores Mobiliários dos EUA na terça-feira.

Regulação, segurança cibernética e CBDCs

O mercado aguarda a votação da lei que regulamenta os criptoativos no Brasil, deverá ser aprovado ainda esta semana. O objetivo do PL é promulgar legislação que possa triplicar os investimentos no setor, disse o deputado federal Aureo Ribeiro (Solidariedade-RJ), autor da proposta, em seminário promovido pela TV ConJur nesta terça-feira (21).

Presente no evento, Vanessa Butalla, Diretora Executiva de Jurídico, Regulatório e Compliance da 2TM, que controla a MB, destaca que o projeto pode criar um “ambiente de igualdade que favorece a livre concorrência e não deixa espaço para arbitragem regulatória”. “prestadores de serviços que optam por cumprir ou não a lei”.

Com a regulamentação em mente, a Coinbase prepara sua entrada oficial no Brasil nos próximos meses, segundo reportagem do Valor. Com 40 funcionários no país, a maior exchange de criptomoedas dos EUA está avançando com seus planos, apesar da recente demissão de 1.100 funcionários no mercado dos EUA. A subsidiária brasileira planeja empregar 130 pessoas, todas elas trabalhando em home office de forma permanente.

Binance está a caminho de encerrar seu quarto dia sem acesso para um parceiro bancário no Brasil que permite aos clientes sacar ou depositar na corretora em reais. O encerramento do serviço, que até então era prestado pela Capitual, parecia um pouco repentino, mas é o acúmulo de um problema que vinha se desenvolvendo, destaca reportagem do Portal do Bitcoin.

Como a Capital não é regulamentada pelo banco central, ela utilizou os serviços do Banco Acesso, uma empresa de pagamentos regulamentada. A Binance tinha várias “contas-mãe” com a Capital e Acesso que operavam milhares de CPFs, mas não eram registradas na entidade regulada. Um procedimento considerado irregular, segundo um funcionário ligado ao BC, que pediu para não ser identificado.

O 5º Senado do Supremo Tribunal Federal (STJ) Glaidson concedeu habeas corpus a Acácio dos Santos, o “Faraó dos Bitcoins”, em um dos quatro processos aos quais estava respondendo. Os ministros votaram uma moção da defesa de Glaidson relacionada à ação relativa à operação Kryptos, informou o jornal O Globo.

See also  Adivinhe, REVEJA, AGENDE E ONDE ASSISTIR AO VIVO BRASILEIRO 2022 SÉRIE A, SÁBADO (28/05)

Troca de criptografia Huobi entrou com uma ação civil contra Chen Boliang, um ex-executivo sênior que atendeu os clientes institucionais da empresa em Hong Kong, informou o Financial Times. Ele é acusado de ganhar US$ 5 milhões com o comércio ilegal.

De acordo com o Banco de Compensações Internacionais (BIS) As falhas estruturais das criptomoedas minam sua adequação a um sistema monetário. Em um relatório, o BIS diz que os sistemas monetários podem ser construídos em torno das moedas digitais do banco central (CBDCs) usando programação e tokenização.

Metaverso, jogos e NFTs

Socios.com, uma plataforma que já criou tokens de fãs para nove clubes de futebol do Brasil, agora está de olho nos times de esports do país. De acordo com o portal NeoFeed, a empresa deve anunciar em breve um acordo com uma equipe brasileira de esports.

Startup brasileira BAYZ e The Sandbox, uma das principais plataformas do Metaverse, anunciou uma parceria nesta terça-feira (21) durante o evento NFT.NYC. Juntos, BAYZ e The Sandbox trarão marcas brasileiras de entretenimento para o metaverso, incluindo música, moda, estilo de vida, cultura, arquitetura, esportes, celebridades, televisão e mídia, disseram as empresas em comunicado à Exame.

Metaverso e web3 serão temas de seminário promovido pela Folha e Itaú Cultural nos dias 4 e 5 de julho. O evento será transmitido ao vivo no site do jornal e no canal do YouTube. O público pode participar enviando perguntas pelo WhatsApp para (11) 99648-3478.

O cantor e compositor Nando Reis estreia no mercado de criptoativos com o lançamento de uma carteira digital que o Valor diz que vai oferecer acesso a uma série de conteúdos exclusivos nesta quarta-feira (22), como:

O Grupo Digital Internacional Na terça-feira, a Federação Internacional de Basquetebol apresentou a impressão em acrílico de alta qualidade do primeiro token não fungível vendido na história da organização, segundo o Estadão.

Magic Eden, um mercado de token não fungível na blockchain Solanaarrecadou US$ 130 milhões em uma avaliação de US$ 1,6 bilhão – cerca de 10 vezes a mais desde março, segundo dados de Avichal Garg, sócio-gerente da Electric Capital e investidor nas duas rodadas, citados pela Bloomberg.

Leave a Comment

x