Daniel Silveira reafirma candidatura ao Senado e critica Romário: “Nunca mencionou o presidente e agora se autodenomina bolsonarista”

Deputado diz que a reeleição do ex-jogador se baseou em acordos partidários; Parlamentares buscam apoio de Bolsonaro na disputa pela única cadeira do Rio de Janeiro na Câmara Alta do Congresso

MATEUS BONOMI/AGIF – AGÊNCIA DE FOTOS/ESTADÃO CONTEÚDO – 04/05/2022 Daniel Silveira
Daniel Silveira se tornou protagonista da crise entre o STF e o Palácio do Planalto

Deputado federal de primeiro mandato, ex-policial militar Daniel Silveira (PTB-RJ) virou uma espécie de estrela entre os anfitriões bolsonaristas. Membro das tropas de choque do governo na Congresso Nacionalo PTBista agora é visto por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro como símbolo de resistência a um suposto abuso de justiça. Nas últimas semanas, Silveira se tornou protagonista de uma disputa entre o Tribunal de Justiça Federal (STF) e o Palácio do Planalto. Condenado pela Justiça a 8 anos e 9 meses de prisão por ataques a ministros e instituições, o parlamentar obteve indulto presidencial, que na prática anula a sentença proferida pelos juízes – a constitucionalidade do decreto é, no entanto, honrada pelo STF Enquanto o caso permanece sem solução, o MP mantém vivo o sonho de se candidatar senado. No entanto, a reivindicação se choca com os planos de outro senador: Romário, ligado ao PL, mesmo partido de Bolsonaro. Silveira sacode o caos eleitoral, reafirma seu postulado e critica o ex-jogador. “Ele não é bolsonarista e nunca foi. Pelo contrário, votou contra e nunca mencionou o presidente. Agora significa que você é um torcedor leal. Não é, é uma inverdade”, disse Silveira em entrevista exclusiva ao menino panela.

O parlamentar do PTB diz que a candidatura de Romário à reeleição para o Senado do Rio de Janeiro se baseia em um acordo do presidente nacional do PL, Waldemar Costa Neto, preso e condenado no escândalo do Mensalão. Segundo Silveira, Costa Neto pediu ao presidente do país a prerrogativa de definir duas candidaturas que seriam apoiadas pelo presidente. Um deles seria o Rio. “O presidente era de bilhar”, diz o PTB. “Romário nunca mencionou o presidente, nunca falou em defesa do governo e agora diz que é candidato de Bolsonaro. Irrita-me querer uma gravadora conservadora quando não é”, continua.

Daniel Silveira vai ainda mais longe em suas críticas. Referindo-se ao relatório, o MP disse que o Senado precisa de parlamentares para defender a “reforma judiciária” e os processos de impeachment contra ministros do STF – segundo a Constituição Federal, é prerrogativa da Câmara Alta do Congresso Nacional apreciar moções para a remoção de membros do coronel. “Romário nem toca nessas coisas, ele não se importa”, completa. Os aliados de Silveira, que ouviram a reportagem, dizem que está em andamento uma articulação para convencer Romário a concorrer a uma vaga na Câmara dos Deputados, onde esteve entre 2011 e 2015. Oficialmente, porém, a ideia é contestada pela liderança do PL. Até a publicação desta reportagem, o gabinete do senador Romário não respondeu às perguntas da Jovem Pan.

See also  Assistir Itapirense x Paulista ao vivo

Leave a Comment

x