Ex-juiz do TSE nega ter tido contato com Valdemar Costa Neto

Presidente do PL disse ter se reunido com o desembargador Sandro Nunes Vieira para discutir fiscalização de urnas eletrônicas

Sandro Nunes Vieira, ex-juiz do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), na noite do último sábado (novembro pelo partido.

Valdemar disse em vídeo divulgado nesta tarde que se encontrou com Sandro e que o juiz disse desconhecer a falta de RG nas urnas. O presidente do PL também disse que o juiz ajudará o partido com seu relatório sobre as eleições.

Assistir (3min38s):

No entanto, o Power360 descobriu que o presidente do PL nunca esteve com Vieira. Em nota, o ex-desembargador do TSE disse que não “contato pessoal” com Valdemar e não ter comparecido às reuniões de fiscalização do PL em relação à eleição. Ele disse que como juiz não poderia fazer opiniões públicas ou fazer julgamentos de valor “Conotação política”🇧🇷

Sandro afirmou ainda ter estado em contacto com Carlos Rocha, presidente do IVL (Instituto Jurídico do Voto), referido como membro da equipa técnica incumbida pelo PL de elaborar o relatório.

Segundo o desembargador, ele falou com Carlos no dia 1º de agosto de 2022, quando o presidente do IVL solicitou uma reunião para tratar de assuntos relacionados às urnas eletrônicas. Sandro disse que não compareceu à reunião.

Confira a íntegra da nota do desembargador Sandro Nunes Vieira, publicada neste sábado (19.11.2022):

🇧🇷Sou desembargadora federal desde 2008 e em 2019 fui convidada a integrar a equipe do ministro Luís Roberto Barroso no TSE. Durante a gestão do Ministro Luiz Edson Fachin continuei prestando serviços ao Tribunal Eleitoral. Após meu período de intimação, retornei à jurisdição da 4ª região em 17/08/2022.

“No dia 19 de novembro de 2022, fui informado pela equipe de comunicação do TSE que meu nome havia sido levantado pelo Presidente do Partido Liberal, Sr. Valdemar Costa Neto, durante o qual ele havia falado comigo sobre possíveis irregularidades nas urnas eletrônicas.

“A este respeito, gostaria de esclarecer que nunca tive contacto pessoal com o Presidente do Partido Liberal. Como juiz, não ofereço nenhuma opinião pública ou julgamento de valor sobre processos politicamente conotados.

“A única pessoa do Partido Liberal com quem tive contato enquanto trabalhava no TSE foi o engenheiro Carlos Rocha, responsável pelo trabalho de fiscalização do Partido Liberal no processo eleitoral de 2022. A última vez que falei com ele foi no dia 1º de agosto de 2022, em uma reunião no TSE sobre os trabalhos de fiscalização nas eleições de 2022. A solicitação foi enviada ao Secretário Geral Dr. Christine Peter, o Sr. Carlo Rocha. Eu não participei da reunião.

“Assim que tomei conhecimento do vídeo, entrei em contato com o Assessor do Presidente do TSE, Ministro Alexandre de Moraes, para esclarecer o assunto e esclarecer minha posição, no sentido de que nunca tive nenhum contato com o Sr. Waldemar Rede Costa”.

Leave a Comment