Ex-presidente de Honduras diz que extradição para os EUA por tráfico de drogas é ‘vingança’

Ex-presidente de Honduras diz que extradição para os EUA por tráfico de drogas é 'vingança'

Nesta foto de arquivo tirada em 24 de agosto de 2021, o presidente hondurenho Juan Orlando Hernandez faz um discurso durante o oitavo aniversário da Polícia Militar de Ordem Pública (PMOP) em Tegucigalpa. – AFP/Arquivos

O ex-presidente hondurenho Juan Orlando Hernández chamou as acusações de tráfico de drogas contra ele de “vingança” contra os traficantes e levou um juiz a autorizar sua extradição para os Estados Unidos.

“Isso é fruto da vingança, a vingança daqueles que colocaram o país de joelhos, daqueles que sitiaram Honduras”, disse o ex-presidente em um vídeo que gravou na noite de quarta-feira e foi transmitido pela emissora local na quinta-feira. TN5.

Segundo Hernández, a mensagem foi gravada pouco antes de o juiz que cuidava de seu caso decidir a favor de sua extradição para os Estados Unidos, onde os promotores de Nova York o acusam de contrabandear cerca de 500 toneladas de cocaína para o território norte-americano entre 2004 e 2022.

Um irmão do ex-presidente, Juan Antonio “Tony” Hernández, foi condenado à prisão perpétua em março de 2021 por esse crime, no qual participou o ex-presidente, que deixou o poder em 27 de janeiro.

Os promotores dos EUA consideram Honduras um “estado das drogas” porque o crime atingiu os mais altos níveis de poder. Um ex-chefe de polícia hondurenho, identificado como cúmplice dos irmãos Hernández, também está detido em Tegucigalpa aguardando uma decisão sobre sua extradição.

“Cada ação que tomamos, cada pensamento, visava trazer prosperidade a Honduras, e isso me deixa orgulhoso de que agora temos um país mais seguro”, disse Hernández.

O ex-presidente disse durante a audiência que “argumentos muito fortes e muito fortes” foram apresentados por sua defesa para recusar a extradição.

Ele destacou que o tratado de extradição dos EUA com Honduras “cita evidências irrefutáveis ​​e convincentes, mas não foi incluído nesta moção. Nesse sentido, é surpreendente”, explicou.

“Com os meus advogados vamos discutir o recurso (…) Estou orgulhoso do trabalho que fizeram, de toda a equipa que me acompanhou”, concluiu.

Os advogados do presidente disseram que vão recorrer da decisão de permitir que a palavra final sobre a extradição seja ouvida no plenário da Suprema Corte de Honduras nos próximos dias.

O procurador-geral de Honduras pediu na quinta-feira que os promotores apreendessem os bens do ex-presidente “para garantir e defender os interesses do Estado”.




Saber mais

+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comia carne. Confira o resultado

+ O que acontece no cérebro quando morremos? Os cientistas já têm uma resposta
+ A “pedra da morte” do Japão quebra após quase mil anos
+ Homem incendeia usuário de drogas em Belo Horizonte

+ Veja quais carros foram roubados com mais frequência em SP

+ Após mulher dizer que Gusttavo Lima é pai da filha, ela pode ser processada
+ Horóscopo: Confira a previsão de hoje para o seu signo do zodíaco

+ Omicron: sintoma inesperado de infecção em crianças preocupa equipes médicas

+ Vendedores do Mercadão de SP ameaçam clientes com fraude de frutas

+ O truque de espremer limões está viralizando nas redes sociais

+ Expedição identifica lula gigante responsável pelo naufrágio de 2011
+ Autoridades dos EUA alertam: nunca lave frango cru


See also  brMalls dá origem ao Cade e a fusão com a Aliança Sonae abre um novo capítulo

Leave a Comment

x