Fluminense vence Atlético-MG em jogo eletrizante de oito gols e confusão

Cano marcou duas vezes


Cano marcou duas vezes

| Foto: Marcelo Gonçalves/FFC






Fluminense e Atlético-MG jogaram nesta quarta-feira (8) no Maracanã a décima rodada de um dos jogos mais polêmicos do campeonato brasileiro deste ano. O time carioca venceu por 5 a 3. Arias, Cano (duas vezes), Samuel Xavier e Luiz Henrique marcaram pelo Fluminense enquanto Hulk, Jair e Eduardo Sasha marcaram pelo time mineiro.

Com o resultado, o Fluminense se aproxima do G6 e está provisoriamente na sétima colocação com 14 pontos. Já o Atlético-MG perdeu a chance de liderar a classificação, caindo para o quarto lugar com 16 pontos e ainda tem chance de deixar o G4 até o final da rodada desta quinta-feira (9).

Na próxima rodada, o Fluminense volta a jogar no Maracanã e enfrenta o Atlético-GO, enquanto o Atlético-MG enfrenta o Santos no Mineirão. Ambos os jogos serão disputados no sábado (11), às 19h.

Fluminense e Atlético-MG fizeram um primeiro tempo quente com cinco gols no Maracanã. O time carioca abriu 2 a 0 com gols de Arias e Cano aos 17 e 28 minutos, respectivamente. O clube mineiro respondeu com Hulk após chute do goleiro Fábio aos 34. Os anfitriões aumentaram a vantagem com cabeceamento de Samuel Xavier dois minutos depois, mas o time mineiro conseguiu empatar Jair antes do intervalo reagir aos 48.

O final do primeiro tempo foi marcado por uma confusão geral que tomou conta dos túneis de acesso aos vestiários. O desentendimento teria ocorrido depois que Antonio Mohamed entrou em campo e se aproximou de Luiz Henrique, do Fluminense, após o segundo gol do Atlético-MG. Depois, jogadores de ambas as equipes colidiram e ficaram confusos ao deixar o campo. Tanto Turco quanto Fernando Diniz receberam cartão amarelo.

See also  Vasco x Grêmio: escalação, cronometragem, árbitro e transmissão

A etapa final voltou no mesmo ritmo alucinante. Eduardo Sasha empatou para o Atlético-MG aos 8 minutos, mas o Fluminense não deixou os visitantes comemorarem por muito tempo. Aos 12, Cano substituiu a frente do time carioca. Luiz Henrique estendeu para o time da casa aos 17, praticamente confirmando a vitória do Fluminense.

A equipe de Diniz mostrou organização ofensiva, marcando três gols só no primeiro tempo, mas falhou defensivamente e quase impediu a vitória no Maracanã. Falhas individuais, primeiro de Fábio e depois de toda a defesa, acionaram o alarme. No geral, foi um ótimo desempenho contra um dos candidatos ao título brasileiro.

O Atlético-MG de Turco entrou em campo na defesa – e assim permaneceu até o final do jogo. Às vezes, o sistema defensivo batia com a cabeça, dando ao Fluminense mais espaço do que deveria. No ataque conseguiu encontrar espaços e foi letal, mas nada ajudou. Ele aproveitou as derrotas do Fluminense para se manter no jogo no primeiro tempo, voltando com um empate nos minutos finais, mas escorregando e sendo derrotado no Maracanã.

FLUMINOSA

Fábio; Samuel Xavier; Manoel, David Braz e Cris Silva; Wellington (Felipe Melo), André e Ganso (Yago Felipe); Luiz Henrique (Luccas Claro), Arias (Caio Paulista) e Cano (Willian Bigode). Formador: Fernando Diniz

ATLÉTICO MG

Everson; Mariano, Nathan Silva (Rever), Junior Alonso e Rubens; Allan, Jair (Otávio) e Nacho (Fábio Gomes); Ademir (Sávio), Sasha (Keno) e Hulk. Técnico: Antonio Mohamed

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro

Juiz: Leandro Pedro Vuaden (RS)

assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e José Eduardo Calza (RS)

VAR: Daiane Caroline Muniz dos Santos (SP)

cartões amarelos: Fernando Diniz, André, Ganso e Fábio (FLU); Nathan Silva, Antonio Mohamed, Rubens e Allan (ATL)

See also  “Sou grato por ter tido uma segunda chance na vida”

Portões: Arias (Gripe) aos 17′, Cano (Gripe) aos 28′, Hulk (ATL) aos 34′, Samuel Xavier (Gripe) aos 36′ e Jair (ATL) aos 48’/1; Sasha (ATL) aos 8′, Cano (gripe) aos 12′ e Luiz Henrique (gripe) aos 17/2T








Leave a Comment

x