Gilberto Gil completa 80 anos de sabedoria, musicalidade e comprometimento – JORNAL FLORIPA

Com mais de 60 anos de carreira, o cantor e compositor baiano tem sido aclamado pela crítica e músicos. Orixá da brasilidade: Gilberto Gil completa 80 anos como referência na música
Flora Gil / Reprodução Facebook Gilberto Gil
Em um post recente em suas redes sociais, Gilberto Gil escreveu sobre se tornar ancestral e perpetuá-lo: “Esse é o legado, cada fragmento faz parte do todo”. Hoje tornou-se comum entre os admiradores classificá-lo como o “Orixá vivo” entre nós. E a essa prática ele responde calmamente: “E qual é o problema? Eu venho deles.”
Neste domingo (26) Gilberto Gil completa 80 anos e a maior certeza é que ele se consolidou como um dos maiores artistas da música brasileira.
PODCAST: 80 anos de Gilberto Gil e suas contribuições artísticas e políticas para o Brasil
FAÇA O TESTE: Você sabe tudo sobre Gilberto Gil?
O Gil Moreira de Gilberto Passo é tradição. Sua música viaja por uma Salvador do passado, onde os negros não entravam em clubes sociais ou portas de serviço. Ao mesmo tempo, ele é a cara do presente, seja no engajamento social ou no baile da Galinha Pintadinha ao lado da neta.
Orixá da brasilidade: Gilberto Gil completa 80 anos como referência na música
Reprodução/Instituto Gilberto Gil
Gil, Imortal da Academia Brasileira de Estudiosos, ex-ministro da Cultura do Brasil, é dono de um dos maiores desenvolvimentos culturais da história do Brasil.
“A importância de Gil vai além do musical e dos trabalhos desenvolvidos. Ele faz parte de uma geração de artistas icônicos”, comenta Carol Morena, produtora cultural e curadora do festival.
Morena acredita que a força de Gilberto Gil está ao longo de sua história, que inclui a música, suas lutas sociais e seu envolvimento político. “Eu me pergunto se teremos artistas vestindo tanto do que ele está vestindo”, acrescenta.
Orixá da brasilidade: Gilberto Gil completa 80 anos como referência na música
Reprodução/Instituto Gilberto Gil
O jornalista Osmar Marrom Martins, amigo da família Gil, vê no artista a calma que o próprio cantor trouxe para Dorival Caymmi na música Buda Nago. “Gil é uma pessoa muito quieta. É zem sem vaidade e glória. Trate todos bem.”
Como fã declarado, Martins descreve-o como “um homem com um trabalho maravilhoso”.
Orixá da brasilidade: Gilberto Gil completa 80 anos como referência na música
Nicholas Weber
A referência a Gil como um dos gigantes da música brasileira encontra-se nas vozes de quem o acompanhou em diversos momentos. Seu amigo Caetano Veloso, por exemplo, atesta a Gil a grandeza de ter estado na vanguarda do movimento tropicalista.
“Temos que agradecer a Gilberto Gil pelo tropicalismo. Ele voltou com a ideia de organizar um projeto muito bem pensado (…) queria fazer algo que desafiasse essa cultura da qual fazíamos parte. Ele queria propor isso a todos os músicos da nossa geração. Ele organizou várias reuniões e falou com as pessoas. Gil, que teve a ideia de fazer isso de forma organizada, programática, o que acabou dando origem ao que se chamou de Tropicalismo”, diz em comunicado do Museu Virtual do Gil.
Caetano Veloso e Gilberto Gil
Reprodução/Instituto Gilberto Gil
“Gil sempre e sempre nos nutrirá”, diz seu amigo, compadre e parceiro em inúmeras composições.
Caetano e Gil
Reprodução/Instituto Gilberto Gil
É difícil encontrar um artista baiano que não veja Gilberto Gil como fonte de inspiração.
“Gil é um cara multifacetado e como tal deixa muito para todos, principalmente para a cultura do país e do mundo. “Essa força que o Gilberto Gil tem, porque não só faz músicas lindas, mas também trouxe o meu gosto pela música, pelos arranjos e pela banda. Meu interesse por essas coisas vem dele”, disse Ivete Sangalo, também em comunicado dedicado ao Gil for Arts & Culture.
Ivete Sangalo e Gilberto Gil
Reprodução/Instituto Gilberto Gil
Gil foi e não é apenas uma referência, mas também um modelo, principalmente para artistas negros. Margareth Menezes ressalta que sempre viu nele uma imensa representação negra. Segundo Margareth, o pensamento libertário mora em Gil.
“É punk ao estilo brasileiro, ao estilo baiano”, acrescenta.
Margareth Menezes e Gilberto Gil
Reprodução/Instituto Gilberto Gil
Outro talento baiano, Tom Zé, também vê Gil como uma revolução. “Uma pessoa com uma mente como Gil não precisava frequentar uma aula regular para experimentar toda uma revolução no pensamento musical. Com 10% de visitantes e o entusiasmo pelo ambiente cultural da cidade, tantos espetáculos nas escolas de teatro e dança, o feedback da conversa com amigos artistas. Gil já teria os mesmos desafios nos neurônios.”
Tom Zé e Gilberto Gil
Reprodução/Instituto Gilberto Gil
Entre amigos e especialistas a referência à revolução casada por Gil é constantemente citada.
“Eu vejo Gil hoje como um artista muito honesto. Ele é um artista maior. revolucionário e herdeiro. É um privilégio viver no tempo desse cara, vê-lo trabalhar e envelhecer”, diz a produtora Carol Morena.
Super homen
Também no museu virtual dedicado a Gil, Maria Bethânia relembra doces lembranças de um Gil antes mesmo de serem apresentadas quando ela relembra um amor à primeira vista.
“Gil já provou ser um músico excepcional. Antes de se tornar cantor, ele sempre cantou muito bem, mas seu violão já era claro, sua musicalidade, a novidade musical que existia nele.”
Gilberto Gil e Maria Bethânia
Reprodução/Instituto Gilberto Gil
“Eu tinha uma grande paixão por ele. Aos meus olhos eu era sua namorada. Eu tinha para mim que ele era meu amigo. Então, para meus amigos do ensino médio, do ensino médio, eu dizia: ‘Olha, meu amigo é o Gilberto Gil’.”
Por fim, ela ressalta que a genialidade de Gil sempre foi considerada algo superior por ela e seu irmão Caetano.
“Acho que o Caetano sempre teve o Gil em um nível superior. Todos nós sempre tivemos isso. Eu também. Mas Caetano, por ser o mais conhecedor do mundo e conhecedor do significado de uma obra artística, Gil deu um passo adiante.”
Gilberto Gill e Maria Bethânia
Instituto Gilberto Gil
Revolucionário, Referência, Legado, Orixá. Gilberto Gil chega aos 80 anos multifacetado, parte e todo, dando-nos a impressão de viver como um super-homem que nos traz de volta à glória e “muda o curso da história como um deus”.
Assista vídeos do g1 e da TV Bahia
Ouça o podcast “Eu te explico”

See also  Plano de jogo do Santos hoje com o sul-americano na quinta rodada (18/05)

Siga-nos e curta-nos:

ícone de compartilhamento do fb
liberação do pino

Leave a Comment

x