HEPATITE B: sintomas, fases, contaminação e prevenção

A hepatite B é uma inflamação causada por um vírus chamado vírus da hepatite B. Uma vez que este vírus entra no seu sistema, viaja para o fígado, onde começa a infecção. Então seu sistema imunológico, ou seja, seu sistema de defesa, é ativado e ocorre a inflamação, que caracteriza a fase inicial da doença, a fase da hepatite aguda.

Os sintomas mais comuns são náuseas, vômitos e fadiga, mas isso pode estar presente em várias condições de saúde, o que significa que você não pode suspeitar de hepatite por esses sintomas.

Nos casos em que a inflamação do fígado é mais importante, você pode ter sintomas mais sugestivos, como chamar colúria e mais claro.

O grande problema é que em cada 10 pessoas infectadas, apenas uma apresenta sintomas. As outras 9 pessoas não sentem nada! Como não sentem nada e têm o vírus ativo no corpo, transmitem esse vírus para outras pessoas sem saber.

Na fase crônica, o vírus permanece ativo e se multiplica e começa a apresentar sinais laboratoriais indicativos de doença hepática.

A hepatite crônica é completamente assintomática! Se nada for feito, a doença pode levar à cirrose ou até ao câncer de fígado (hepatocarcinoma). Nem todo mundo sabe, mas a hepatite B é uma das principais causas de câncer de fígado. Esse desenvolvimento silencioso e de grande gravidade, sem sintomas para a maioria das pessoas, é um dos grandes problemas da hepatite crônica.

Tanto na fase aguda quanto na crônica, o diagnóstico é feito por um exame de sangue chamado sorologia.

Quando você deve suspeitar que contraiu o vírus? A resposta é que sempre que você foi exposto a sangue e fluidos corporais, você pode ter o vírus. Quando isso ocorre?

See also  Mulher vira "Jaguar" ao descobrir traição e mora em frente a motel em Belém para pegar o marido

4 principais vias de transmissão:

  1. sexo desprotegido. Cuidado com uma dúvida comum: o sexo oral e anal também é transmitido.

  2. partilha de agulhas e seringas entre os CDI

  3. Cabeleireiros, manicures, centros de piercing e tatuagem que não esterilizam adequadamente alicates, tesouras ou agulhas.

  4. Você deve perguntar se o local que presta o serviço segue as recomendações de esterilização. Lembre-se de que cozinhar esses itens não matará o vírus B! E que esse vírus pode permanecer vivo em uma gota de sangue seco por até 7 dias! Então fique ligado!

  5. A quarta via de transmissão é de mãe para filho durante o parto ou amamentação. Portanto, é muito importante que toda gestante seja rastreada para hepatite B para reduzir esse risco de transmissão. Aqui vai um esclarecimento: a probabilidade de transmissão pela amamentação é considerada muito baixa, mas deve-se atentar para a possibilidade de rachaduras nos mamilos e a possibilidade de sangramento.

E como prevenir? A primeira é evitar a exposição usando preservativos durante as relações sexuais e ter cuidado com o uso de instrumentos que muitas pessoas usam que podem perfurar ou cortar você. A segunda e mais importante delas é a vacinação!

Leave a Comment

x