Lula evoca legado e fala em “restaurar a soberania” durante o lançamento da candidatura presidencial.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) apresentou sua pré-candidatura à presidência em um evento em um centro de convenções da zona norte de São Paulo na manhã deste sábado.

O evento pretendia mostrar ao Brasil a aliança formada entre o ex-presidente e um Lula voltado para os problemas do Brasil.

A expectativa era que o evento, batizado de Vamos Juntos pelo Brasil, reunisse cerca de 4 mil pessoas.

Em seu discurso, Lula lembrou o legado de seus governos e disse que sua preocupação era “restaurar a soberania do Brasil”.

“Tudo o que fizemos e conquistamos o povo brasileiro será destruído pelo atual governo”, disse o PT sobre o governo do presidente Jair Bolsonaro (PL). “Não vamos desistir, nem eu nem nosso povo”, disse ele. “A causa pela qual lutamos nos mantém vivos.”

Lula explicou que o Brasil assumiu um “triste papel de pária no mundo” devido às ações do atual governo de “subjugação, negação, crueldade e agressão contra nossos principais parceiros comerciais” que causaram “enormes danos”. .economicamente”.

O petista também falou sobre a Petrobras, que, segundo ele, foi “desmantelada e sucateada” e precisa ser transformada novamente em uma das maiores do mundo, “servindo ao povo brasileiro, não aos investidores estrangeiros”.

“Colocaram à venda as reservas do pré-sal, entregaram a BR Distribuidora e os gasodutos, interromperam a construção de algumas refinarias e privatizaram outras. O resultado desse desmonte é que somos autossuficientes em petróleo, mas pagamos uma das gasolinas mais caras do mundo, cotada em dólares, enquanto os brasileiros recebem seus salários em reais”, disse.

Lula disse ainda que o atual governo está “fazendo o possível” para abastecer a Eletrobras “a preço de banana”, colocando em risco a soberania energética do país.

See also  saiba onde assistir Glover Teixeira x Jiri Prochazka AO VIVO

Discurso de Alckmin

Geraldo Alckmin (PSB), companheiro de chapa de Lula à vice-presidência, fez um discurso que foi transmitido ao vivo, mas online em uma tela grande – o ex-governador de São Paulo foi diagnosticado com Covid-19 nesta sexta-feira (6).

Ele disse que “absolutamente nada servirá de razão ou desculpa” para ele “deixar de apoiar ou defender o retorno de Lula à presidência brasileira”.

Alckmin criticou o atual presidente e rival Jair Bolsonaro e prometeu ao povo brasileiro “um governo verdadeiramente democrático”. “O Brasil sobrevive hoje ao governo mais desastroso e cruel de sua história. Socialmente injusto e irresponsável”, disse.

“Sem Lula não haverá mudança de poder e sem mudança não há esperança de democracia no Brasil”, acrescentou.

(Com informações da ANSA Brasil)

registre-se em pulso e receba um resumo semanal das notícias que movimentam sua carteira – de forma fácil de entender:

Leave a Comment

x