Lula recebe alta de hospital em São Paulo após retirada de lesão laríngea

Postado em 21/11/2022 9h41 / atualizado em 21/11/2022 10h26

    (Crédito: CARLOS COSTA/AFP)


(Crédito: CARLOS COSTA/AFP)

Após exame laringoscópico da corda vocal esquerda, o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) recebeu alta do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, na manhã desta segunda-feira (21). O procedimento realizado no domingo (20/11) consistiu na retirada de leucoplasia (pequenas manchas) da laringe.

De acordo com o boletim médico do hospital, não foram encontrados tumores na região examinada. Segundo a assessoria de imprensa do PT, Lula passa bem e descansa na capital, São Paulo. Após receber alta do hospital, o petista postou um tweet afirmando que estava bem.


O presidente eleito deveria vir a Brasília nesta terça-feira (22/11) para se reunir com a equipe de transição do futuro governo e anunciar os membros que formarão o grupo de discussão para definir estratégias para o Ministério da Defesa. Assim como nas demais pastas, ainda não há definição do nome do Comandante das Forças Armadas Brasileiras. Segundo o coordenador dos grupos técnicos do governo interino, Aloizio Mercadante (PT), o ministro da Defesa de Lula será um civil. Essa afirmação já sinaliza uma diferença com o Ministério da Defesa, que é comandado pelo general Paulo Sergio Nogueira de Oliveira.

Após viagens internacionais ao Egito, onde participou da Conferência Mundial do Clima (COP27), e a Portugal, onde teve encontros com o presidente Marcelo Rebelo de Sousa e o primeiro-ministro português, Lula voltou ao Brasil no último sábado (19/11) Antonio Costa .

o que é leucoplasia

Lesões ou manchas brancas na laringe, a leucoplasia pode ser maligna ou benigna, como no caso de Lula. O principal sintoma da doença é a rouquidão ao falar. Essa condição é causada por algumas “agressões” na garganta, como uso de tabaco, consumo de álcool e refluxo gastrointestinal.

A lesão na laringe de Lula foi diagnosticada na semana passada, antes de sua viagem ao Egito para participar da COP27.

Na época, exames de rotina apontavam não só leucoplasia, mas também inflamação das cordas vocais do presidente eleito. Os médicos atribuíram essa condição à tensão no pescoço.

Também foi confirmada a “remissão completa do tumor diagnosticado em 2011”. Naquele ano, Lula teve câncer na laringe. Em 2012, o presidente eleito concluiu o tratamento da doença.

Boletim de Notícias

Assine a newsletter correio brasileiro🇧🇷 E fique bem informado sobre as notícias mais importantes do dia logo pela manhã. Clique aqui.

Cobertura do Correio Braziliense

Quer ficar por dentro das notícias mais importantes do Brasil e do mundo? Siga-o correio brasileiro nas redes sociais. nós estamos em chilro, no Facebook, Instagram, TikTok e YouTube. Consequências!

Leave a Comment