McLaren vê a necessidade de desenvolvimento “all-in” para contornar o limite de gastos




O chefe da McLaren, Andreas Seidl, acredita que pesquisa e desenvolvimento são fundamentais para as equipes em 2022

O chefe da McLaren, Andreas Seidl, acredita que pesquisa e desenvolvimento são fundamentais para as equipes em 2022

Foto: McLaren / Grande Prêmio

FÓRMULA 1 2022: VERSTAPEN E LECLERC PREPARAM-SE PARA DUELO NA ESPANHA | Paddock GP Nº 287

Um dos grandes desafios para as equipes nesta temporada de 2022 com novos carros e regulamentos na Fórmula 1 tem sido a capacidade de melhorar o pacote sem violar o teto orçamentário imposto desde o ano passado. De acordo com o chefe da McLaren, Andreas Seidl, a maneira de conciliar os dois é fazer todo o possível em termos de pesquisa e desenvolvimento antes de construir atualizações.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRAND PRIZE no YouTube: GP | GP2

Seidl destacou que em outros momentos as equipes produziriam muitas peças novas para os carros e realizariam vários testes ao longo do ano. Como o limite de gastos limita o que você pode fazer, faz mais sentido investir em pesquisa antes de construir para saber quais atualizações são poderosas o suficiente.

“Quando você atualiza o carro ao longo da temporada, deve levar em consideração uma variedade de parâmetros e circunstâncias. O teto do orçamento e o tempo limitado de CFD e túnel de vento, por um lado, e a questão de quando exatamente trazer grandes atualizações. [por exemplo]’, disse ele à revista alemã Motorsport-Magazine.

Qual é a chave para o sucesso das equipes em 2022? (Foto: McLaren)

“Isso fez a diferença antes e depois da introdução do teto orçamentário. Este ano temos que dar um ‘tudo nele’ e pesquisar e desenvolver em diferentes direções. Então, quando descobrimos que uma determinada direção traz um certo desempenho, damos os próximos passos”, avaliou.

Depois de uma corrida difícil em Miami, o chefe da McLaren parece muito diferente na Catalunha.

+ Aston Martin mostra sinais de melhoria iminente, mas precisa parar de auto-sabotagem

+ Os motivos que fizeram da louca temporada 2012 a melhor do século na F1 | 10+

“A pista se adapta melhor ao nosso pacote, pois testamos lá na pré-temporada. Claro que já passou algum tempo, mas, como todo mundo, estamos trabalhando em nosso carro e temos uma compreensão muito maior do que quando testamos em Barcelona, ​​no Bahrein, quando nossos carros eram muito jovens”, concluiu.

QUE GRANDE PRÊMIO Acompanhe toda a ação do GP da Espanha em Barcelona AO VIVO e EM TEMPO REAL neste fim de semana.

O QUE ALBON MOSTRA SOBRE DROP DRIVERS NA FÓRMULA UM?

Acesse as versões em espanhol e português PT de GRANDE PRÊMIOalém dos parceiros de Nosso Palestra e Teleguiado.

See also  Edtech do neto do fundador da Estácio está mudando de nome e quer expandir em LA

Leave a Comment

x