Medalhista paralímpica Carol Santiago testa estratégia para o Mundial durante a caixa de natação do Campeonato Brasileiro

A prova na capital paulista terminou na manhã deste sábado, 14, com 248 nadadores. Nadador pernambucano, detentor de cinco medalhas paralímpicas nos Jogos de Tóquio 2020, disputou seis provas individuais e se prepara para competir em Portugal

Da redação

A campeã paralímpica Maria Carolina Santiago (classe S12, para atletas com deficiência visual) participou do campeonato brasileiro Loterias Caixa de Piscina, que terminou na manhã deste sábado, 14, como estratégia para o Mundial de Esportes da Ilha da Madeira do próximo mês. , em Portugal. 248 nadadores participaram do Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro, em São Paulo. Esta foi a última competição antes da partida da equipe para a Copa do Mundo.

Carol faz parte do grupo de 29 nadadores que representarão o Brasil no Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos em Portugal de 12 a 18 de junho. A critério do CPB, que também atua como órgão dirigente da modalidade, ela já estava garantida como Campeã Paralímpica da prova principal da temporada.

Nas duas etapas do Circuito Paralímpico Loterias Caixa e do Campeonato Brasileiro, a nadadora pernambucana optou por uma programação maior de eventos para simular o ritmo competitivo intenso que terá no Mundial.

“Depois dos jogos de Tóquio, a ideia era reduzir minhas corridas, mas decidimos manter um cronograma longo e cheio. Tentamos táticas diferentes nas últimas três competições e deu tudo certo. Fizemos todos os testes nesses três dias e vimos que é possível competir em alto nível em todos eles”, disse Carol Santiago, que nasceu com a síndrome da ipomeia, uma anomalia congênita na retina que marca o campo reduzido de visão.

No Campeonato Brasileiro, Carol, que representa o Grêmio Náutico União, conquistou seis medalhas de ouro: 50m e 100m livre, 100m costas, 100m peito, 100m borboleta e 200m medley.

See also  Comediante se despe em jornal da Globo e choca apresentadora

“Colocamos Carol em todas as disciplinas para realmente testá-la, para nadar duas disciplinas seguidas, como 100m peito e 100m borboleta na sexta-feira. Foi bom para nós testarmos descanso, alimentação, suplementação, tudo o que pudéssemos segurar ou forçar mais em cada corrida. No Mundial ela vai nadar mais de uma vez por dia, uma individual e outra de revezamento”, explicou Leonardo Tomasello, técnico da seleção brasileira e responsável pela preparação de Carol.

Carol, 36 anos, treina no Centro de Treinamento Paralímpico desde 2018 e conta com o apoio da equipe multidisciplinar do CPB.

A seleção nacional parte para Portugal no dia 1 de junho. Carol está ansiosa pelo segundo Mundial da carreira. “Estou muito feliz, me sinto forte, muito bem preparado. A equipe técnica do CT é muito boa, eles realmente se uniram e tentamos todos os dias ter certeza de que estou melhor do que no dia anterior. No meu primeiro Mundial eu estava muito nervoso [em 2019], estava muito cru. Agora não vou para o Mundial como um novato, mas como um veterano que sabe tudo o que vai fazer lá”, concluiu.

Na ilha da Madeira, Carol vai nadar os 50m e 100m livre, 100m peito, provas onde é Campeã Paralímpica, 100m costas e 100m borboleta (bronze nos Jogos de Tóquio). Ela também disputará os dois revezamentos para deficientes visuais, 49 pontos, 4 x 100m livre e medley.

Outros resultados
Na manhã deste sábado aconteceu a prova mais rápida da natação paralímpica, os 50m livre. A fase final desta competição foi transmitida ao vivo pelo CPB no Facebook e Youtube. O carioca Daniel Mendes (S6) do Clube de Regatas Vasco da Gama quebrou o recorde brasileiro nos 50m livre com 30s51. Ele também é um dos convocadores da Copa do Mundo.

See also  Nova Ferroeste Lança Site e Redes Sociais para Audiências Públicas; veja como participar

Leonardo Murante (S7) também estabeleceu novo recorde nacional nos 50m livre com 31s48.

Um total de nove recordes brasileiros, um recorde americano e um recorde mundial foram batidos no campeonato brasileiro Loterias Caixa de Piscina. Na noite desta sexta-feira, 13, Gabriel Bandeira (S14) garantiu a nova marca mundial nos 100m borboleta.

As competições de natação organizadas pelo CPB voltam a partir do mês de julho com o Encontro Paralímpico, que tem caráter estadual.

patrocínios
A natação é patrocinada pelas Loterias da Caixa.

Programa de loteria para os melhores atletas
Os atletas Carol Santiago e Gabriel Bandeira são integrantes do Programa Loterias Caixa Atletas de Alto Nível, programa de patrocínio individual da Loterias Caixa que beneficia 70 atletas e sete atletas líderes.

Leave a Comment

x