Medina continua tabu, cai na repescagem no Rio e se complica na Copa

Gabriel Medina é eliminado da etapa de Saquarema do World Surfing Tour. O tricampeão mundial perdeu na repescagem para o australiano Callum Robson na praia de Itaúna e manteve o tabu de nunca ter vencido uma etapa no Brasil.

O surfista de Maresias começou a bateria mais à direita da praia enquanto o adversário estava do lado oposto. E o brasileiro já começou bem a bateria, marcando 7,5 em sua primeira onda. Ele assumiu a liderança contra um 6,0 do australiano.

No entanto, Robson assumiu a liderança e registrou 8,17 na terceira onda, enquanto Medina lutava para estabelecer outro recorde nas ondas seguintes. Com o tempo, o adversário do brasileiro surfou nas melhores ondas, o que gerou uma mobilização na praia.

Dada a diferença entre as ondas nas laterais do mar, os torcedores e amigos do brasileiro que estavam na caixa começaram a gritar para ele ir para a esquerda onde o adversário estava desde o início. Enquanto isso, Callum Robson ainda conseguiu postar um 7,4, elevando sua pontuação combinada para 15,57.

Portanto, Medina teve que marcar 8,08 pontos para terminar em primeiro e avançar para o próximo nível. Ele tentou vários aéreos para igualar a pontuação e surfou um total de 11 ondas, mas não chegou ao australiano, terminando com 10,37 pontos para suas duas melhores pontuações combinadas. No final, o oponente ainda ficou com ele porque ele tinha prioridade na seleção de ondas.

O brasileiro teve que ir para a repescagem depois de não conseguir vencer sua bateria na primeira volta de ontem. Ele estava atrás dos australianos Connor O’Leary e Ethan Ewing.

Com a saída antecipada em Saquarema, Medina estava em uma situação difícil na briga pelo título mundial deste ano. O tricampeão mundial renunciou à saúde física e mental na primeira metade da temporada e disputou sua terceira etapa desde seu retorno em Saquarema, tendo anteriormente terminado em terceiro na Indonésia e El Salvador.

See also  O aniversariante bebe de graça e comemora em uma área VIP reservada na Divina Choperia - Conteúdo Patrocinado

Ele agora aguarda o final do evento no Brasil para saber a diferença de pontos para o quinto lugar na classificação. Apenas os cinco primeiros vão lutar pelo título nas finais da WSL em setembro.

Antes de Saquarema, Medina tinha 13.230 pontos na 23ª colocação, contra 28.110 do japonês Kanoa Igarashi, que está em quinto, mas deve sair do top cinco porque, assim como o brasileiro, foi eliminado na repescagem.

Medina ainda tem chances de título matemático. Mesmo que seja campeão nas duas últimas partidas antes das finais da WSL (África do Sul em julho e Taiti em agosto), precisará de uma combinação improvável de resultados.

O brasileiro leva 10

Medina foi o último brasileiro a entrar na água na repescagem masculina de hoje. Antes dele, Caio Ibelli derrotou Jadson André com nota 10 em um cano que emocionou a torcida de Itaúna.

Posteriormente, Mateus Herdy eliminou Kanoa Igarashi. Depois foi a vez de João “Chumbinho” Chianca. O único surfista local de Saquarema a lutar pelo campeonato perdeu para o australiano Ethan Ewing. Samuel Pupo x Kolohe Andino (EUA).

Leave a Comment

x