NOS Primavera Sound: estreia no Pavement em palcos portugueses e Gorillaz Close Festival – Vida

Combinando hip-hop, eletrônico, dub, pop e rock, o Gorillaz, formado em 1998 pelo músico do Blur Damon Albarn e pelo artista visual Jamie Hewlett, é o último a pisar no palco principal do festival.

A face visível do Gorillaz é fictícia, com as músicas interpretadas em vídeos oficiais por personagens desenhados por Hewlett: 2D, Murdoc, Noodle e Russell Hobbs.

Ao vivo, o Gorillaz se apresentou de várias formas, com músicos reais tocando atrás de uma tela onde esses quatro personagens apareciam, em projeções virtuais e recentemente com toda a banda no palco visível para o público.

Em duas décadas eles editaram sete álbuns, sendo o mais recente Song Machine de 2020, Season One: Strange Timez.

Em junho de 2019, o Pavement anunciou que se reuniria no palco no ano seguinte. Uma dessas reuniões estava prevista para o NOS Primavera Sound, mas a pandemia de Covid-19 acabou por atrasar o plano em dois anos.

A banda, liderada por Stephen Malkmus, está de volta aos palcos este ano depois de se separar em 1999 após uma digressão mundial em 2010 que não passou por Portugal.

Um culto com apenas cinco álbuns de estúdio em sua discografia, Pavement consiste em Scott Kannberg, Mark Ibold, Steve West e Bob Nastanovich e Malkmus.

Além do Pavement, o festival também tem Beck como headliner. Para o músico, trata-se de um regresso a Portugal, onde já se apresentou várias vezes desde o final da década de 1990, mais recentemente em Lisboa em 2008.

Além de Pavement e Beck, Beach Bunny e Slowdive também se apresentam no palco principal hoje. Os concertos neste palco começam às 18h00, mas a música começa às 17h00 nos palcos Cupra, onde se apresentam Holy Nothing, Rina Sawayama, King Krule e Arnaldo Antunes, e Super Bock, onde tocam Mountains Blues, María José Llergo, Amaia e 100 Gecs.

See also  Calcinha Preta lança último DVD com Paulinha Abelha

Nick Cave & The Bad Seeds, Tame Impala, Pavement e Beck foram outros responsáveis ​​pelo festival, que reuniu mais de 60 bandas e artistas nacionais e estrangeiros desde quinta-feira, com apresentações finais marcadas para a próxima madrugada. às 04:30.

Há ainda outros dois palcos no festival que contarão com Rita Vian, Shellac, Rolling Blackouts Coastal Fever, Jehnny Beth, Chico da Tina, Mvria, D.Tiffany, Aurora Halal, Special Request e Avalon Emerson.

No recinto, para além dos cinco palcos, encontra-se uma zona de restauração onde não faltam “petiscos tradicionais portuenses” e o mercado da Primavera com bancas de 18 marcas “de setores tão diversos como a moda, o artesanato urbano e até uma tatuagem estúdio “. .

Também na 9ª edição, o festival conta com copos reutilizáveis, que custam um euro e “podem ser usados ​​as vezes que quiser durante o evento, não sendo possível a devolução”.

Para chegar ao local, existem vários percursos da STCP que param perto do festival. Para sair do recinto, esta empresa de transportes estabeleceu uma ligação direta entre a Praça Cidade Salvador e os Aliados com várias paragens ao longo do percurso, operando entre as 01h00 e as 07h00.

Quem optar pelo metro deverá utilizar a linha azul, que circula entre as 6h00 e a 1h00, e descer na estação de Matosinhos Sul.

Haverá também um estacionamento para bicicletas na entrada do recinto.

Leave a Comment

x