O VAR ao vivo: os diálogos dos árbitros para resolver as controvérsias nos primeiros testes oficiais – AO VIVO

Dentro de uma semana, após a data dos clássicos, a tecnologia chegará à Primeira Divisão do futebol argentino com o uso do VAR. Embora os árbitros se encarregassem de se profissionalizar e se atualizar para esta nova era através das telas para corroborar faltas, expulsões, pênaltis ou jogadas polêmicas que pudessem modificar o resultado da partida, a AFA decidiu implementá-lo como teste e julgamento em os amistosos que a Seleção Argentina Sub 17 disputou contra os Estados Unidos e o Uruguai.

Na terça-feira aconteceu na vitória sobre os norte-americanos por 2-1 e esta quarta-feira voltou a ser utilizada quando a equipa comandada por Pablo Aimar enfrentou os Charrúas, também com uma vitória mas desta vez por 3-2. Alex Sarcoduas vezes e Gianluca Prestianniambos do Vélez, fizeram os gols.

O gol dos Estados Unidos contra a Argentina, onde o VAR foi aplicado oficialmente pela primeira vez.

O árbitro principal da segunda partida no estádio de Ezeiza foi Paul Echavarria e os responsáveis ​​pelo VAR foram Hernán Mastrangelo, Diego Romero e Sergio Viola. E através do twitter oficial da AFA, foi publicado um vídeo onde você pode ver e ouvir como eles trabalham para definir o que aconteceu em uma determinada jogada a partir de uma cobrança de falta.

“Quero ver onde ele acerta primeiro. Quero ver se o atinge primeiro no corpo e depois na mão. Eu já tenho uma mão alargada. Eu quero ver todas as câmeras naquele momento. Eu quero ver uma câmera que foca diretamente na mão. Dê-me esse ponto de contato. É isso, está aí. Eu tenho uma mão alargada. Vai direto para a mão. Ninguém toca, vem direto para a mão”Mastrángelo comentou, enquanto o operador lhe mostrava diferentes pontos das câmeras.

No segundo vídeo, Mastrángelo convocou Echavarría para verificar uma possível jogada de expulsão, que acabou sendo vermelha, devido a uma pisada do argentino Dylan Gorosito. Ele mostrou dois replays, em tempo real, permitindo que o árbitro principal não tivesse dúvidas sobre a decisão final.

O diretor nacional de arbitragem, Federico Beligoy, já havia falado sobre a implementação do VAR na Copa da Liga de Futebol Profissional e como os árbitros se prepararam para esta ocasião.

“Custo. A situação da pandemia nos trouxe muitas dores de cabeça, mas além disso não paramos de trabalhar por dois anos e meio, e hoje temos essa realidade de que a tecnologia chega ao futebol argentino e à Liga Profissional”ele explicou.

Patricio Loustau usa o VAR durante a Copa América 2021. Foto: CARL DE SOUZA / AFP.

A questão dos torcedores é, agora, como será aplicado no futebol argentino onde as arbitragens são sempre polêmicas. “O VAR veio ao mundo para reafirmar todo o bem que um árbitro faz e para corrigir os erros que tivemos, temos e continuaremos a ter, porque somos seres humanos”indicou.

“Quando há um erro claro e óbvio, que decide a saúde da partida, é para isso que servirá o VAR. Esta é uma mensagem para os telespectadores: precisamos de tempo, adaptação, atualização para usá-lo adequadamente. São horas de voo, todas as ligas do mundo que usaram no primeiro ano tiveram problemas e estão encontrando qual intervenção precisam dependendo do futebol que têm. Minha linha é parecida com a atual na Inglaterra, onde ele só intervém em situações grosseiras.fechou Beligoy.

Leave a Comment