Ou o que esperar do clima não mais do que março

Março marca o início do outono com clima cada vez mais agradável e menos dias de calor forte no Sul do Brasil | Anderson Flores/Arquivo

O mês de março marca a transição do verão para o outono e os dias também têm mais características da estação quente do que as páginas. É o primeiro mês do chamado outono meteorológico ou climático, entendido pelo trimestre de março a maio, mas por critérios astronômicos ou outono apenas começando no dia 20 às 12h33.

Uma vez que as características climáticas do mês ainda estão mais próximas do verão do que do outono, os dias quentes e as pancadas de chuva passageiras e localizadas são comuns, mais como o final ou o número de dias com temperatura mais agradável, e às vezes fazia frio nas primeiras horas da manhã e a manhã passou.

Em Porto Alegre, a temperatura média mínima histórica de março (série 1961-1990) é de 19,3ºC e a temperatura máxima média é de 28,2ºC, quase 2ºC abaixo das médias máximas de janeiro e fevereiro. A precipitação média mensal histórica na capital paulista é de 104,4 mm, muito próxima da média pluviométrica na maioria dos dois meses do ano.

Março de 2022 continuará sob a influência do fenômeno La Niña que persiste no Oceano Pacífico Equatorial. De acordo com o último boletim da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA), ambos dos Estados Unidos, a anomalia de temperatura da superfície do mar no Pacífico Equatorial Central (região do El Niño 3,4) é de -0,8ºC, portanto, não há falhas intensidade patamar (-0,5ºC a -0,9ºC).

Este ano, ou mês de março, haverá um padrão de chuvas abaixo da média em grande parte do Centro-Oeste e Sudeste do Brasil com precipitação irregular, mas não haverá ocasião para períodos isolados e temporários com grandes volumes de precipitação no curto prazo. Uma chuva pode ficar muito abaixo das normas históricas, por exemplo, em várias regiões de Minas Gerais. No Sul do Brasil, haverá maiores volumes em Metade Norte gaúcha, Santa Catarina e Paraná, apesar de irregulares e com grande variabilidade de volume.

See also  Sampdoria x Genoa AO VIVO: onde assistir ao jogo em tempo real na Série A | 30/04/2022

Chamamos a atenção para o fato de que áreas mais próximas ao Leste da Região Sul e parte do litoral Sudeste, especialmente em São Paulo, podem apresentar desvios de precipitação positivos com acumulações muito altas a excessivas neste mês em diferentes cidades dessas áreas mais próximas à oceano a leste da Serra do Mar.

Também pode estar associada a eventos de infiltração do mar úmido com o vento leste, não sendo incomum resultar em episódios de chuvas excessivas em áreas litorâneas ou próximas à Serra do Mar devido ao efeito orográfico (relevo), principalmente entre o Litoral Norte do Rio Grande do Sul e o Litoral do Rio de Janeiro.

Esse tipo de situação oferece maior risco, devido às características da topografia e densidade populacional, principalmente no Leste de Santa Catarina e nos litorais de São Paulo e Rio de Janeiro quando há avanço de uma massa de ar frio no litoral com a contribuição da umidade para partir do oceano

É importante ressaltar que os modelos climáticos visam estabelecer tendências de padrão regional e não local, assim como a simulação está indicando para uma região mais fria que a média e é possível que cidades ou pontos dessa região possam acabar ou mais com mais frio do que acima da média porque o modelo climático (período longo) não se presta a antecipar eventos de chuva forte localizados, estes são previstos por modelos temporais (período curto).

A temperatura deve ficar acima da média em todo o Centro-Sul do Brasil neste mês de março com os desvios positivos mais expressivos entre as regiões Centro-Oeste e Sudeste. No Rio Grande do Sul, a temperatura na maioria das regiões deve estar acima ou um pouco acima da média com possibilidade de temperatura ser superior às normas históricas ou até inferior em alguns pontos mais ao Sul.

See also  A série romântica de época que cativou o público na Netflix

A primeira quinzena de março será mais quente. Isso porque os dez primeiros dias do mês terão predominância de dias de temperatura acima da média e alguns de calor forte a intenso no Sul do Brasil. Entre a segunda e a terceira semana do mês, entraria uma massa de frios, o que traria uma sequência de dias de marcas mais agradáveis ​​e agradáveis, mesmo com frio à noite em diferentes cidades, principalmente na Serra.

Leave a Comment

x