Petrobras anuncia aumento da economia de combustível nesta sexta-feira



Um aumento nos preços de gasolina É de diesel será anunciado pela Petrobras nesta sexta-feira (17). A decisão foi tomada após reunião extraordinária do conselho de administração da estatal, realizada na tarde desta quinta-feira (16), em pleno feriado.

Márcio Weber, CEO da petroleira, pretende realizar o encontro Segure o ajuste de combustível por mais algum tempo, conforme pedido do Presidente da República Jair Bolsonaro. No entanto, a diretoria da Petrobras optou por fazê-lo manter o que já foi planejadoe aprovou aumentos nos preços do diesel e da gasolina que entrarão em vigor na próxima semana.

Essa postura está em linha com a demanda do mercado, já que os preços desses dois produtos têm defasado em torno de 15% a 20% nas refinarias estaduais. O diesel não foi descontinuado por mais de 30 dias e a gasolina não foi aumentada por mais de três meses. A pressão era para alinhar os valores desses combustíveis aos preços internacionais.

A política de preços da Petrobras é o PPI (International Parity Price), que foi introduzido em 2016 no governo de Michel Temer. Com isso, além do preço do petróleo no mercado internacional e do valor do dólar (taxa de câmbio), o índice utilizado para calcular os preços dos combustíveis leva em consideração os custos de importação, incluindo transporte e taxas portuárias.

Procurada, a Petrobras não confirmou anúncio de contratação “por motivos competitivos”. Ele disse que “não pode antecipar decisões sobre manutenção ou ajustes de preços”.



escolha


A inflação é vista atualmente como uma ameaça à reeleição de Jair Bolsonaro. Essa seria uma das razões para o governo manter os preços da gasolina e do diesel baixos.

See also  CURTOS DC MAIS | 13/05

Em sua transmissão ao vivo semanal nesta quinta-feira (16), o presidente voltou a declarar que reduziria impostos sobre PIS (programa de integração social), Cofins (contribuição para financiar a previdência social) e Cide (contribuição para intervenção econômica), afetando os combustíveis. Ele disse que a redução representará mais ou menos R$ 2 no preço da gasolina e R$ 1 no preço do diesel.


Bolsonaro Ele também disse esperar que a Petrobras não reajuste os preços antes de enviar essa medida de redução ao Congresso Nacional. “Quanto mais as pessoas sofrem, mais felizes ficam os diretores e o atual presidente da Petrobras”, comentou durante a transmissão ao vivo nas redes sociais.




O presidente explicou que o projeto aprovado pela Câmara já chegou ao Planalto, que produz bens essenciais como energia, combustível, transporte e telecomunicações. Ele agora tem 15 dias para concordar com a proposta.

“A Câmara finalmente aprovou o teto do ICMS. […] Esperamos que a Petrobras não ajuste os combustíveis. Porque eles têm total liberdade. Não mando nada para lá. Mudamos o ministro de Minas e Energia, ele está tentando mudar a presidência e a diretoria da Petrobras, mas é complicado, uma burocracia enorme”, lamentou Bolsonaro.

Nos últimos dias, José Mauro Coelho, presidente da estatal, conversou com dois membros do governo: os ministros da Casa Civil, Ciro Nogueira, e os ministros de Minas e Energia, Adolfo Sachsida. Eles pediram a manutenção dos preços e pediram a demissão de Coelho. A ideia é substituir Caio Paes de Andrade, indicado por Sachsida.




Leave a Comment

x