Produção de etanol de milho deve atingir 10 bilhões de litros na safra 2030/31

A Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP) em vez disso, de 16.11 a 18, juntamente com o União Nacional do Etanol de Milho (UNEM)uma Semana Técnica UNEM-ANPdentro sorrir e sinopem Mato Grosso, com representantes de 14 Indústrias produtoras de etanol de milho.

O evento começou na quarta-feira (16) com uma visita ao inpasaem Sinop, um dos principais locais de produção da etanol de milho no país. A fábrica foi inaugurada em 2019 e tem capacidade de produção de 3 milhões de litros etanol por dia.

“É importante que essa aproximação entre autoridade supervisora e Agentes Regulados para que possamos conhecer e ouvir as exigências dos pioneiros e assim abordar o mercado de forma mais realista. Foi um grande aprendizado”, disse. Cláudio Jorge de Souza, diretor de ANP.

LEIA MAIS > Gasolina volta a subir nos postos e preço médio fecha em R$ 5,30 no início de novembro

Durante o evento, foram abordados temas relacionados à regulamentação no indústria de etanol dentro Milhocomo o processo de licenciamento dentro instalação e extensão de unidades de produção e novos projetos de usinas de energia🇧🇷 E também abordou outros temas, como Cadeia de controle do etanol de milho debaixo de RenovaBio🇧🇷 autorização🇧🇷 contabilidade e oferta de Empréstimos para descarbonização (CBIOs) de unidades de produção biocombustíveis relacionado a grãos🇧🇷 e recursos especiais de rota de produção e ciclo da vida a partir de Milho Segunda-feira vintage🇧🇷

O Chefe do Executivo da unir🇧🇷 Guilherme Nolascosalientou que a iniciativa de semana técnica foi apenas um para criar canal de comunicação mais próximo no meio Setores da indústria e ANPcom troca de experiências e em formação que traz mais agilidade para o processos regulatórios🇧🇷

LEIA MAIS > BP Bunge entra no debate sobre produtividade no canavial

“O setor de etanol de milho do Brasil é constante extensãotanto em relação à entrada de novos empreendimentos no mercado quanto em relação à expansão de unidades já produtoras ou início de operação por Usinas de etanol de cana-de-açúcar que também inicia o processamento a partir do Muesli🇧🇷 A distância de autoridade supervisora muitas vezes causa atrasos e traz perdas financeiras para quem está atualizado e precisa iniciar a produção”, diz Nolasco.

Para o Superintendente de Produção de Combustíveis da ANP🇧🇷 Patrícia Barano encontro com os representantes do setor proporcionou uma troca de ideias muito importante para a agência melhorar o setor.

“Existem outras vitórias que muitas vezes estão fora dos limites regulamento, e que a indústria nos dá sinais de melhoria de processos e que o mercado pode nos trazer. A reunião com diferentes agentes é transparente e isonômica entender melhor as necessidades desse segmento”, destacou.

LEIA MAIS > É hora de investir em capital humano

Daniel Maia Vieira também destacou a importância do encontro e do programa RenovaBio🇧🇷 “Esta iniciativa nos dá uma ideia clara da importância de regulamentos a ANP editar. Esse contato direto nos permite receber suas demandas ao vivo e trazer o posicionamento da agência na direção do diálogo, abertura e transparência. O encontro também mostra a importância de um programa como o RenovaBiotanto para o Brasil, no Ambiente internacional e dentro do Acordo de Parise para os produtores”.

O vice-presidente da inpasa🇧🇷 Raphael Ranzolinafirma que a abordagem é um amadurecimento do setor em busca de consolidação etanol de milho no Brasil. “Por se tratar de um setor novo no país, é preciso trabalhar em conjunto para que os processos e procedimentos sejam adequados sincronizado entre iniciativa pública e Banheiro e assim dar mais dinamismo ao trabalho”.

De acordo com aquilo unirO Brasil tem atualmente 18 Setores da indústria dentro Operaçãooito unidades cheioEntão, exclusivamente para a produção de etanol de milho e dez dobrarque pode ser processado biocombustível Fora piso é de Milho. Ao todo, o país tem uma capacidade instalada de produção de 5 bilhões de litros por ano. Outros nove setores já têm aval para isso construção e outros dez empreendimentos têm projetos.

LEIA MAIS > Viralcool melhora eficiência industrial com otimização em tempo real e ganha prêmio

“A expectativa de unir é que a produção atual de 4,5 bilhões de litros será transferida para o Safra 2022/23 para 10 bilhões de litros em 2030/31 e chegará a 22% da mercado de etanol brasileiros”, finaliza a empresa.

Leave a Comment