Produtor da TV Brasil passa por cirurgia para estancar sangramento

O produtor Wahby Abdel Karim Khalil passará nesta tarde por uma cirurgia para conter a hemorragia cerebral que sofreu após ser agredido no condomínio onde mora, no bairro Águas Claras, em Brasília. Khalil é um produtor de TV Brasilempresa brasileira de comunicação (EBC) e síndico do prédio em que reside. Ele está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Santa Lúcia.

O jornalista está consciente e clinicamente estável, segundo o boletim do hospital. No entanto, sua condição ameaça se deteriorar. Lesões na cabeça foram observadas. Em mensagem aos amigos, Khalil disse que além da dor de cabeça ontem (17), também teve fortes dores no rosto e na boca.

O ataque ocorreu na manhã de ontem. Khalil levou um soco no rosto de um morador do condomínio após uma discussão na academia do prédio. O agressor, o professor de educação física Henrique Paulo Sampaio Campos, discutiu com a vítima por causa de um saco de pancadas instalado na academia do condomínio e lhe deu um soco durante o desentendimento. Ao ser atingido, Khalil caiu e sua cabeça bateu no chão. Todo o evento foi capturado pela câmera de segurança da academia do condomínio.

rejeição

Note o EBC Ele lamentou o ocorrido e se colocou à disposição da família de Khalil. “A EBC presta solidariedade ao funcionário Wahby Khalil, lotado no departamento de jornalismo, pela agressão sofrida na última quinta-feira (17). A empresa lamenta profundamente o ocorrido e compartilha que já está em contato com suas famílias para prestar assistência.”

Instituições ligadas à gestão de condomínios condenaram a agressão. O Instituto Nacional de Condomínios e Assistência Condominial (INCC), a Associação Brasileira de Proprietários e Condomínios (Abrassap) e a Associação de Proprietários Residenciais e Comerciais do Distrito Federal (Assosindicos-DF) consideraram “inaceitável” em nota de rejeição. a agressão do professor de educação física.

“As autoridades consideram inaceitável o comportamento arrogante, arrogante e agressivo do ocupante do apartamento. É intolerável um professor dar um golpe, combinado com crueldade, desrespeito e falta de cortesia, colocar-se acima da lei e agredir física e moralmente o síndico.”

As entidades forneceram a Khalil advogados e psicólogos, entre outras medidas. Eles também pediram que o agressor fosse punido e expulso do Conselho Regional de Educação Física.

“Desta forma, as entidades supramencionadas rechaçam as agressões do personal trainer Henrique Paulo, e disponibilizamos a autoridade legal e psicológica das referidas entidades do conjunto residencial Luna de Águas Claras para medidas protetivas a favor das vítimas e por danos corporais dano, lesão real, Ameaça de dano moral e representação na Comissão de Ética Profissional do Conselho Regional de Educação Física da 7ª Região – CREF7 – DF, com pedido de sua expulsão dos órgãos por inaptidão moral”.




Saber mais

+ Versão alemã: Esposa de funcionário que agrediu morador de rua diz “vi a imagem de Deus”

+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comia carne. Confira o resultado

+ O que acontece no cérebro quando morremos? Os cientistas já têm uma resposta

+ A “pedra da morte” do Japão quebra após quase mil anos
+ Homem incendeia usuário de drogas em Belo Horizonte

+ Veja quais carros foram roubados com mais frequência em SP

+ Horóscopo: Confira a previsão de hoje para o seu signo do zodíaco

+ Omicron: sintoma inesperado de infecção em crianças preocupa equipes médicas

+ Vendedores do Mercadão de SP ameaçam clientes com acertos de frutas

+ O truque de espremer limões está viralizando nas redes sociais

+ Expedição identifica lula gigante responsável pelo naufrágio de 2011
+ Autoridades dos EUA alertam: nunca lave carne de frango crua


Leave a Comment