Putin acusou Ucrânia de “crimes de guerra” em entrevista a Macron

Putin acusou Ucrânia de

Pessoas caminham em uma ponte perto do Kremlin, no centro de Moscou, em 18 de março de 2022 – AFP

O presidente russo, Vladimir Putin, disse a seu colega francês Emmanuel Macron nesta quarta-feira que as forças ucranianas são culpadas de “vários crimes de guerra” e que as tropas russas estão fazendo “todo o possível” para evitar a morte de civis, disse o Kremlin.

Nesta conversa, chamou a atenção “os muitos crimes de guerra que são cometidos diariamente pelas forças de segurança ucranianas”.

Sobre essa questão, ele foi apontado “particularmente por ataques maciços de foguetes e artilharia a cidades em Donbass”, uma região no leste da Ucrânia parcialmente controlada por separatistas pró-Rússia, disse o Kremlin em comunicado.

Putin disse a Macron que, de acordo com Moscou, os militares russos estão “fazendo tudo para salvar a vida de civis pacíficos, incluindo a organização de corredores humanitários para sua saída segura”.

Na ligação, que a fonte do presidente russo disse ser uma “iniciativa francesa”, os dois líderes também discutiram as negociações em andamento entre Moscou e Kiev para encerrar o conflito militar na Ucrânia.

Por outro lado, Macron disse na sexta-feira a Vladimir Putin sua “extrema preocupação” com a situação em Mariupol, uma cidade no sudeste da Ucrânia bombardeada pelo exército russo, e pediu “o levantamento do cerco”, segundo o Elysée. .

Durante um novo telefonema entre os presidentes francês e russo, que durou 1 hora e 10 minutos, Macron “mais uma vez pediu a observância imediata de um cessar-fogo” na Ucrânia, disse a presidência.

O francês colocou sobre a mesa “o agravamento da situação, a continuação dos ataques a civis e o desrespeito ao direito humanitário”.

Referindo-se ao porto de Mariupol, “pediu medidas concretas e verificáveis ​​para levantar o cerco, acesso humanitário e um cessar-fogo imediato”.

As autoridades ucranianas acusaram nesta quarta-feira a Força Aérea Russa de bombardear “conscientemente” um teatro usado como abrigo por centenas de moradores.

O presidente ucraniano Volodymyr Zelenskyy anunciou que “centenas” de pessoas estavam sob os escombros, enquanto mais de 130 foram resgatadas. De acordo com uma avaliação inicial da prefeitura, o atentado causou pelo menos um ferido grave, mas nenhuma morte.

A prefeitura de Mariupol disse que a situação na cidade é “crítica”, com bombardeios russos “contínuos” e destruição “colossal”.




Saber mais

+ Versão alemã: Esposa de funcionário que agrediu morador de rua diz “vi a imagem de Deus”

+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comia carne. Confira o resultado

+ O que acontece no cérebro quando morremos? Os cientistas já têm uma resposta

+ A “pedra da morte” do Japão quebra após quase mil anos
+ Homem incendeia usuário de drogas em Belo Horizonte

+ Veja quais carros foram roubados com mais frequência em SP

+ Horóscopo: Confira a previsão de hoje para o seu signo do zodíaco

+ Omicron: sintoma inesperado de infecção em crianças preocupa equipes médicas

+ Vendedores do Mercadão de SP ameaçam clientes com acertos de frutas

+ O truque de espremer limões está viralizando nas redes sociais

+ Expedição identifica lula gigante responsável pelo naufrágio de 2011
+ Autoridades dos EUA alertam: nunca lave carne de frango crua


Leave a Comment