Saiba como obter as tarifas liberadas pelos vouchers de gás

Saiba Como Receber Parcelas Liberadas do Voucher Gás SP Governo do Estado paga 3x de R$ 100 para compra de gás para 500.000 pessoas, saiba se você tem direito.

O preço de lata de gasolina vem sendo constantemente atualizado e já custa mais de R$ 100, tornando este um dos maiores gastos das famílias e chega a custar alguns usar o fogão a lenha para cozinhar.

Com isso, o anúncio da criação do Vale Gás, novo programa do governo de São Paulo que pagará três parcelas de R$ 100 para cerca de 500 mil pessoas pela compra de gás, despertou o interesse de internautas como Edileusa, que enviou sua pergunta ao pilar.

Onde posso registar-me para obter o voucher de combustível?

PERGUNTA DO INTERAUT EDILEUSA

Responda: Segundo o ministro do Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo, não é possível solicitar o benefício.

As famílias selecionadas foram admitidas no CadÚnido até 19 de fevereiro de 2021 e também atenderam aos critérios de renda e moradia. Entenda melhor como vai funcionar o programa.

Quem tem direito ao Vale do Gás?

O acesso ao programa é concedido a famílias cadastradas no CadÚnico, excluindo Bolsa Família, residentes em comunidades carentes e com renda per capita mensal de até R$ 178. O governo informou que 104.340 famílias vivem em situação de pobreza ou extrema pobreza e vivem em comunidades e favelas.

Como você pode verificar se foi selecionado?

Para saber se você foi selecionado para receber o benefício, o indivíduo deve consultar o site do programa: www.valegas.sp.gov.br. A página apresenta um link que, ao ser clicado, direciona o cidadão a consultar o site da Bolsa do Povo (Bolsadopovo.sp.gov.br).

See also  Atualização no Cadastro Único: como funciona?

Isso requer a especificação do NIS (Número de Identificação Social).

Quando você é pago?

O pagamento das primeiras parcelas deve começar no dia 20 de julho. O governo ainda não anunciou quando as parcelas restantes serão pagas.

Todas as cidades do país estão participando do projeto?

Não. As cidades de Americana, Amparo, Atibaia, Bananal, Barueri, Bauru, Bertioga, Biritiba-Mirim, Botucatu, Caçapava, Caieiras, Cajamar, Campinas, Campo Limpo Paulista, Campos do Jordão, Capivari, Caraquatatuba, Carapicuíba, Cordeirópolis, Cotia, Cruzeiro , Cubatão, Diadema, Embu das Artes, Ferraz de Vasconcelos, Francisco Morato, Franco da Rocha, Guaratinguetá, Guarujá, Guarulhos, Hortolândia, Ibirarema, Ibiúna, Ilhabela, Itapecerica da Serra, Itapevi, Itaquaquecetuba, Itirapina, Itu, Jacareí, Jandira, Jundiaí, Lorena, Mairinque, Mairiporã, Marília, Mauá, Mogi das Cruzes, Osasco, Pederneiras, Peruíbe, Piracicaba, Pirapora do Bom Jesus, Poá, Praia Grande, Ribeirão Pires, Ribeirão Preto, Rio Claro, Rio Grande da Serra, Salto, Santa Cruz do Rio Pardo, Santana de Parnaíba, Santo André, Santos, São Bernardo do Campo, São José dos Campos, São Paulo, São Pedro, São Roque, São Sebastião, São Vicente, Sorocaba, Sumaré, Suzano, Tabatinga, Taboão da Serra, Tatuí, Tremembé, Ubatu ba, Várzea Paulista e Votorantim.

Fonte: Ministro do Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo – Fonte: R7






Leave a Comment

x