Saiba como se cadastrar no Mogi Meu Lar e se inscrever em futuros projetos habitacionais

A prefeita em exercício de Mogi das Cruzes, Priscila Yamagami Kähler, assinou na última sexta-feira (29) juntamente com o coordenador municipal de habitação, Rogério Dirks Lessa, o decreto que dá início à Cadastro Municipal de Habitação Na cidade. Todos os mogianos interessados ​​em participar de programas habitacionais já podem acessar e se cadastrar no novo sistema.

As inscrições estão abertas para pessoas que residam em Mogi das Cruzes há pelo menos três anos, tenham 18 anos ou mais, ou sejam emancipados, brasileiros natos ou naturalizados que não possuam imóveis em seu nome e não tenham sido beneficiados anteriormente por um programa habitacional, de acordo com o município.

“O registro é permanente. Isso significa que continuará a existir independentemente do governo que está aqui. Faz parte do programa Mogi Meu Lar, que é uma política habitacional que efetivamente dá dignidade à população”, disse o prefeito em exercício, acrescentando que não só permite a seleção de grupos a serem promovidos em futuros programas habitacionais, mas também deve servir como um diagnóstico da situação habitacional atual da cidade.

“É quase um censo habitacional. A partir disso, podemos obter um panorama atualizado de quem são as pessoas que buscam acesso às suas próprias casas e também do atual déficit habitacional na cidade. Isso nos deu mais confiança na gestão de recursos e programas”, acrescentou.

O coordenador municipal de habitação, Rogério Dirks Lessa, comentou que o cadastro é 100% online e será uma ferramenta permanente. “Não é inscrição para um programa residencial. É um registro municipal. Dessa forma, quando chega um programa habitacional na cidade, o município já organizou o cadastro”, disse.

Rogério explicou ainda que o cadastro não é uma fila, ou seja, a data em que a pessoa se inscrever não afeta a possibilidade de ser atendido ou não em programa residencial. “As pessoas não precisam correr. Sinta-se à vontade para se inscrever porque a data de inscrição não importa e não temos um prazo para concluir o registro”, disse ele.

See also  Horóscopo semanal: previsões diárias de 1 a 7 de agosto

O coordenador explicou ainda que o preenchimento do cadastro não gera um serviço obrigatório ou garantido e que as futuras seleções que dele possam ser feitas obedecerão aos critérios e especificações do regime habitacional. “Também é importante que, uma vez cadastrado, o indivíduo atualize seu cadastro anualmente. O cadastro, que não será atualizado por dois anos, ficará inativo, ou seja, desabilitado para eventuais processos seletivos”, acrescentou o coordenador.

Como registrar

As inscrições em Mogi Meu Lar podem ser feitas através do Site da prefeitura. Assista o passo a passo abaixo:

  1. Na tela inicial, selecione o botão “Criar conta”;
  2. Preencha a isenção de responsabilidade;
  3. Digite seu CPF;
  4. Nas abas abertas, insira as informações necessárias (os campos obrigatórios estão marcados com um asterisco vermelho);
  5. Após o preenchimento das informações obrigatórias, crie a senha na aba “Outras informações”;
  6. Selecione o botão “Clique aqui para continuar”;
  7. Na nova guia Residentes, adicione os membros da família que moram com você;
  8. Se outros moradores foram presos, selecione o botão Clique aqui novamente.

Quer ficar por dentro de tudo que está acontecendo em Mogi das Cruzes e região? Siga nossos perfis Facebook, Instagram e telegrama

Esta história foi atualizada pela última vez em 1º de agosto de 2022 às 9h10

1º de agosto de 2022 09:10

Leave a Comment

x