Sopa de Pedra regressa com o disco Do Claro ao Breu, segunda-feira

DDepois de “Ao Longe Já se Ouia” lançado em 2017, Sopa de Pedra retoma duas obras criadas com propósitos muito diferentes, mas que se juntam em lados opostos no novo “Do Claro ao Breu”, lançado segunda-feira em formato vinil, com o Selo Lovers&Lollypops.

O lado A é da trilha sonora que eles criaram para o vídeo de dança “Meia de Leite” do bailarino-coreógrafo Artur Campos, em 2013.

Chama-se agora “Claro” e é composto por três partes: “Verão”, “Corpo” e “Fonte”, baseado em poemas de Eugénio de Andrade.

Já o lado B, dividido em “Trovão”, “Bichos”, “Queimada” e “Mar”, resulta de uma colaboração com o coletivo portuense de artistas plásticos Oficina Arara, em que textos sobre “medos, credos e superstições “são musicados” tornaram-se nomes “populares” “que o lado B teve durante muito tempo até ser agrupado em ‘Pitch'”, disse à Lusa Sara Yasmine, uma das dez cantoras do grupo.

Quase dez anos depois de estes discos terem sido feitos, foram agora transferidos para um álbum porque “havia esta vontade de compor e descobrir qual seria a música original do Sopa de Pedra”.

É por isso que hoje estão agarrados às “sementes” que lançaram na época, antes mesmo de explorar o repertório que deu origem ao primeiro álbum.

Sara Yasmine considera que o primeiro trabalho “é o que mais caracteriza o grupo”, mas reconhece que sempre houve uma vontade de revisitar estas composições.

“Não acho que isso dite o que estamos fazendo, pois continuaremos com o desejo de continuar nossa pesquisa relacionada à polifonia feminina”, disse ele.

Yasmine sente que este disco é “mais um ramo da Sopa de Pedra – Sopa de Pedra a colaborar com outros, Sopa de Pedra a ter o seu próprio trabalho, Sopa de Pedra a fazer workshops…”

See also  A Irmandade de Charles de Foucauld do Brasil participará da canonização no domingo

Neste trabalho, ele destaca os “objetos e percussão” que desempenham “uma função mais sonoplástica” bem como a “manipulação musical que foi importante para criar o ambiente em que as canções se desenvolvem”.

Houve também “uma exploração plástica em torno da voz, que ainda sendo o instrumento principal, foi explorada de forma descomplicada”, diz.

Vagando “entre a luz e a escuridão e entre o dia e a noite”, as músicas foram “projetadas para serem ouvidas de ponta a ponta e proporcionarem uma experiência completa”.

Com uma agenda repleta de outros projetos, como o espetáculo “Voz” que estão a preparar com o Teatro do Frio, que estreia em novembro, a atuação ao vivo será adiada por enquanto, mas o disco pode ser ouvido a partir de segunda-feira nas plataformas digitais e em “edição física, em vinil, em disco transparente, em manga transparente, permeável a todas as paisagens que se possam ver através dele”.

Os concertos vão “realizar-se no próximo ano”, garantiu Sara Yasmine.

Leia também: Líderes europeus e da OTAN felicitam a Ucrânia pela vitória na Eurovisão

Notícias do Minuto indicadas ao Marketeer Awards

QUE Novidades a cada minuto é um dos indicados da edição 2022 do Prêmios Marketeerna categoria mídia digital. A votação vai até 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta acessar o site da iniciativa organizada pela revista comercianteclique aquie continue preenchendo o formulário selecionando Novidades a cada minuto na categoria de mídia digital e então formalizar a votação. Obrigado pela preferência!

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Consumer Choice and Five Star Award for Online Press.
Baixe nosso aplicativo gratuito.

Download da Apple Store

Leave a Comment

x