Sua estreia na Netflix passou despercebida, mas você não pode perder esse ‘suspense’ chocante sobre o poder das redes sociais – CINEMABLEND

Este filme varreu o Festival de Cinema da Indonésia e, embora tenha chegado à plataforma de streaming do grande Jan de forma muito discreta, merece uma chance.

O catálogo da Netflix é tão grande e tem tantos títulos acumulados que é impossível ficar por dentro de todas as estreias da plataforma de streaming. Alguns filmes chegam a ela com uma enorme campanha promocional por trás deles, então é fácil mantê-los sob controle. No entanto, existem outros filmes que são lançados no serviço de streaming de forma bem discreta e passam despercebidos, mas não custa dar uma chance.

É o caso de A fotocopiadora, um ‘suspense’ indonésio sobre o poder das mídias sociais que você não pode perder. Não deixe que o título o desanime porque este filme, dirigido por Wregas Bhanuteja, varreu o Festival de Cinema da Indonésia realizado em novembro de 2021.

O QUE É A FOTOCOPIADORA?


o protagonista de A fotocopiadora é Sul (Shenina Canela), uma jovem estudante pertencente a uma família de classe modesta. Sur é uma jovem reservada que, por pressão social em uma festa da companhia de teatro para a qual administra seu site, toma uns drinks. Ela não está acostumada a beber álcool e por causa dele seu futuro está destruído.

No dia seguinte à festa, que ele participou com o amigo Amina (Chicco Kurniawan), Sur acorda em casa sem se lembrar de muita coisa e descobre que não obteve a bolsa que lhe permitiu continuar estudando na universidade. Tudo por algumas imagens publicadas nas redes sociais em que ela aparece bêbada e com um copo de álcool na mão. O problema é que Sur não se lembra daquelas fotos tiradas dele e a camisa que ele estava vestindo naquela noite agora está do avesso.

Sur tem certeza de que foi drogada e iniciar uma investigação por conta própria para descobrir o que realmente aconteceu no evento. Seu amigo Amin, que trabalha em uma copiadora, a ajudará a hackear os telefones dos convidados da festa para obter mais informações.

O PREÇO DA VERDADE


Arenques vermelhos, reviravoltas surpreendentes, mistério… A fotocopiadora consegue fisgar o espectador até que Sur descobre a verdade por trás do que aconteceu. Além disso, o filme não é apenas um ‘suspense’ com nuances de detetive, é também um drama sobre uma vítima de agressão e um retrato de uma sociedade que não a leva a sério.

Filme Bhanuteja também destaca as desigualdades na Indonésia. Por exemplo, quando se mostra o pouco valor que dão à história do protagonista e o que dão a outros alunos ricos. Mesmo o pai de Sur, condicionado por sua religião, não quer ficar do lado da filha.

A prova final de que A fotocopiadora é um filme para levar em conta aconteceu em novembro de 2021 quando levou 12 prêmios no Festival de Cinema da Indonésiaum evento que é como o Óscar. Entre os prêmios recebidos estão o Melhor filme, melhor diretor e Melhor roteiro. No total, A fotocopiadora sumô 17 indicações.

Se você quer estar atualizado e receber as estreias em seu e-mail, cadastre-se na Newsletter SensaCine

Leave a Comment