Todas as prévias da 1ª data do URBA Top 13 Copa Star+, apresentado pela Zurich!

regatas vs. Belgrano (sábado às 13h55 ao vivo no Star+ e ESPN Extra)

COMO CHEGARAM: Com desempenho de baixo a alto, o Regatas disputou um 2021 como parte de um processo de retorno ao jogo após a pandemia. Eles venceram quatro jogos no ano e mostraram trechos de rugby muito bom, com contribuições de muitos juniores que fizeram sua estreia na primeira divisão. Pablo Camerlinckx continua como treinador principal, com Eduardo Fernández Gill, Toto Camerlinckx e um grande grupo de trabalho.

Belgrano foi o protagonista em 2021, mas ficou na porta das semifinais (acabou em quinto lugar na tabela geral). O Brown deixou um bom equilíbrio, depois de onze vitórias em 16 jogos. Willy Tramezzani, Francisco e Luis Gradín continuam na equipe, enquanto Diego não estará este ano.

QUE PROCURAM: Com vários torneios seguidos no URBA Top 12, Regatas, nos últimos tempos, tem encontrado bastante dificuldade para se manter na categoria mais alta. É que teve uma grande mudança no seu plantel, com a maioria dos jovens que em vários casos nutriram as diferentes seleções nacionais. Assim, o equilíbrio ficou mais difícil, apesar do bom desempenho que mostraram em vários jogos.

O Belgrano foi um time mais ofensivo do que o normal em 2021. E também marcou mais pontos do que o normal. Mas nessa mudança de mentalidade ele deixou seus melhores sentimentos para este ano. Rosati e López Isnardi, os artilheiros históricos, dois jogadores emblemáticos que deixaram sua marca durante a passagem pela instituição, não estarão presentes. Para Virrey del Pino, todos aspiram a um torneio muito bom.

FUNDO: No ano passado, eles se encontraram em Virrey del Pino, onde o Belgrano goleou por 45 a 15. No Bella Vista, Regatas não vence desde 2018, por 32-17.

Ex-alunos vs. San Luis (sábado às 14h55 ao vivo no Star+)

COMO CHEGARAM: Depois de um 2021 em que não conseguiu se classificar para as semifinais, o Alumni chega ao Top 13 da URBA com novos desafios. Houve uma mudança de staff, os chineses Van der Ghote e Nahuel Neyra não estarão mais lá, que deixaram seu lugar para os responsáveis ​​pelo Intermediário do ano passado: Rodrigo Jiménez Salice e Lucas Chioccarelli. Eles vêm de completar uma temporada sem grandes luzes, mas com números pares: venceram oito e perderam o mesmo número de jogos.

Em San Luis, notou-se a reposição pós-pandemia, com um desempenho em que só superaram o BACRC na tabela anual. Obteve duas vitórias em 16 jogos, pouco para um clube que até 2018 estava entre as principais posições nesses torneios. Para este URBA Top 13 os treinadores serão Agustín Notti e Santiago Ferreras.

QUE PROCURAM: A priori, parece que os objetivos de ambos os clubes estão em planos diferentes: Alumni quer estar na luta pelo título novamente; O St. Louis precisa se acalmar para consolidar o grande número de jogadores que surgiram no ano passado.

FUNDO: Em 2021 foram duas vitórias para Alumni, 24-23 na 1ª rodada e 47-29 na 2ª. O San Luis venceu o último jogo em Tortuguitas no dia 14 de 2018, por 35-20.

Atlético do Rosário vs. CUBA (sábado às 15h25 ao vivo no Star+)

COMO CHEGARAM: Com muita expectativa, aguarda-se o retorno do Atlético el Rosario à categoria mais alta do rugby em Buenos Aires. Eles receberão no Plaza Jewell o último vencedor do URBA Top 12, CUBA. Desta forma, os dois últimos campeões do URBA se enfrentarão, após suas respectivas vitórias sobre La Plata e SIC, no final de 2021.

Para o Rosário houve uma mudança de treinador, com Iñaki Alcain a ocupar o lugar que Valentín Benítez ocupou como treinador principal. Em Villa de Mayo foi mantida a mesma equipe do título, com Tomás Cóppola, Agustín Benedict e Federico Sala como pilotos. Lucas Piña se aposentou junto com Rodrigo Ávalos e Rafael Iriarte, Nicolás Solveyra e Marcos Moroni não estarão na largada. Santiago Pisani continua como capitão.

QUE PROCURAM: Para o elenco local, um longo caminho começa com o objetivo de se manter na categoria. Tem muita gente no campus e um desafio para sermos protagonistas novamente. Tomás Malanos continuará como capitão e no início haverá algumas baixas importantes. CUBA estreia título em Rosário com muito bom humor. Faltarão jogadores em posições-chave, embora o Universitario chegue como candidato e uma das equipes a serem batidas.

FUNDO: As últimas três visitas de CUBA ao Pasaje Gould foram vitórias do Villa de Mayo: 35-21, em 2019, 23-22, em 2017 e 34-22 em 2013. Na 1ª rodada desse torneio, Plaza obteve sua última vitória em em casa contra o Universitario, 27-22.

Buenos Aires vs. Pucará (sábado ao vivo às 15h25 no Star+)

COMO CHEGARAM: Após a celebração de 2019 com a promoção ao URBA Top 12, a pandemia acabou com o otimismo que reinava em Buenos Aires. Demorou muito para montar o elenco de 2021, no entanto, e apesar de terminar em último, o BACRC viu vários trechos de rugby muito bom. Este ano, Martín Mato assumiu com Lucas Martínez como líderes da Primeira Divisão, enquanto Agustín Lamensa foi eleito capitão.

Pucará terminou o ano anterior com sete vitórias em 16 jogos. Para este torneio houve variantes na equipe, com Mauro Bai e Juan Martín Algañaraz, à frente do grupo. Túlio Sosa continua como capitão. Lucas González Amorosino, Manuel Montero, Tomás Jorge e Mauro Costa regressaram, pelo que as expectativas para o Burzaco são muito altas.

QUE PROCURAM: No León, o objetivo é consolidar o bem que fizeram no ano passado, com atuações muito marcantes em sua linha de fundo. Eles precisam melhorar sua aquisição e consistência defensiva. Para o Burzaco eles sonham em estar entre os quatro primeiros e chegar com as melhores sensações depois de uma pré-temporada muito boa.

FUNDO: Em 2021, eles se encontraram novamente após cinco anos. Em Burzaco, Pucará venceu por 29 a 24. Eles não jogam no BACRC desde 2014: lá o León perdeu, 43-11.

Hindu vs. Los Tilos (sábado às 15h25 ao vivo no Star+)

COMO CHEGARAM: Depois de tanto falar na semifinal, com expulsões e finalmente ir para a final da SIC, o Hindú Club começou a trabalhar rapidamente para o próximo torneio. Toto Fernández Miranda e todo o seu staff, este ano com a entrada de Horacio Agulla, iniciaram a preparação para o URBA Top 13. Como todos os anos começam como candidatos, este ano sem SLAR para Bávaro, Cancelliere e Repetto, que trabalharam com o elenco desde o início da pré-temporada.

Em Los Tilos, Nicolás Martínez assumiu o cargo de treinador principal, num plantel que vai procurar ficar num torneio muito longo, de 26 jogos e com dois no final da temporada. Iván Korenblit será o capitão, em uma equipe que não terá vários jogadores que disputarão o SLAR no início.

QUE PROCURAM: Para Hindú, cada ano representa um novo desafio para colocar a fasquia o mais alto possível e aspirar a alcançar o seu melhor desempenho. Ele mantém Santiago Fernández como líder do elenco, mas duas referências como Belisario Agulla e Lucas Camacho não estarão mais presentes.

Em Los Tilos, o torneio do ano passado foi muito difícil. Voltar ao URBA Top 12 depois de tantos anos foi uma demanda maior para um elenco que sentiu isso. Eles tiveram um ótimo começo, em que venceram quatro jogos nesse trecho, até que depois esvaziaram. O grande objetivo será buscar maior regularidade.

FUNDO: Eles retornam a Don Torcuato depois de quatro jogos no Barrio Obrero. No ano passado, o Elefante goleou durante sua visita a La Plata, 51-10. Como local, o Hindú venceu o Los Tilos em seu campo pela última vez em 2007, por 46 a 21.

SIC vs. Newman (será jogado no Newman) (sábado às 15h25 ao vivo no Star+)

COMO CHEGARAM: Eles foram os melhores times da temporada em 2021, mas nas etapas finais se depararam com CUBA, o campeão que os eliminou respectivamente nas finais disputadas no CASI.

Os dois completaram uma grande temporada com 14 vitórias, assim como o time de Villa de Mayo. Ambos sofreram três derrotas, mas a SIC disputou um jogo a mais que Newman para acessar a definição contra o CUBA.

Do lado de San Isidro, Federico Gallo, Patricio Nealon, Lalo Victorica e Federico Serra serão os responsáveis ​​pelo plantel principal. Alfredo Cordone, Marcelo Torres e Javier Urtubey seguem em Newman. Onde houve mudanças foi na capitania do Cardeal, agora a cargo de Lucas Marguery.

QUE PROCURAM: As duas equipas chegam como candidatas, pelo que fizeram no ano passado e porque mantêm uma boa base e número de jogadores nos seus plantéis.

A SIC vai começar com algumas baixas, algumas delas de grande importância pelo que representaram desde o título de 2019: não estarão Paco Lamas, Gastón Arias, Piccinini e Panzarini, além dos lesionados Marcos Borghi, Soares Gache e Pirán. No entanto, os bons resultados do ano passado no Intermediário e Pré-Intermediário sugerem que eles estarão de volta entre os melhores.

Newman foi um dos grandes protagonistas de 2021. Eles ficaram a desejar depois de jogar rugby de alto nível durante todo o torneio. Sem grandes ausências, mantiveram a estrutura e podem sonhar com aquele título tão desejado e procurado nos últimos anos.

FUNDO: Com a mudança de local, devido à suspensão do campo de Boulogne, Newman e SIC defrontam-se em Benavídez. Lá foram medidos em 2021, onde Newman levou a invicta SIC, 24-19. O elenco de San Isidro venceu pela última vez como visitante no dia 15 de 2019, por 27-19.

Leave a Comment